Justiça autoriza retorno de Luiz Pôssas e mais um servidor da Saúde aos cargos

Juíza Ana Cristina Silva Mendes também autorizou o desbloqueio das contas bancárias investigadas na Operação Overpriced

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

A Justiça de Mato Grosso autorizou o servidor público de Cuiabá, Milton Corrêa da Costa Neto, e o ex-secretário de Saúde, Luiz Antônio Pôssas de Carvalho, a voltarem aos cargos públicos. 

A juíza de direito, Ana Cristina Silva Mendes, revogou as medidas cautelares impostas contra eles na investigação de indícios de crimes na Secretaria de Saúde de Cuiabá. 

As revogações foram publicadas no Diário de Justiça Eletrônico (DJe) dessa quinta-feira (7). Ambos são investigados na Operação Overpriced, da Polícia Judiciária Civil (PJC), que aponta direcionamento de contratos a empresas e sobrepreço de medicamento. 

Pôssas foi afastado do cargo em setembro do ano passado, por força de decisão judicial. Ele é apontado como suposto líder de grupo criminoso que comprou medicamento para tratamento contra a covid-19 com preço acima do mercado, teria permitido o direcionamento de contratos para as empresas. 

Na decisão que revogou as medidas cautelares, a juíza também mandou entregar um smartphone, modelo Iphone XR, apreendido na deflagração da segunda fase da Overpriced. Ainda foi desbloqueada uma conta corrente bancária, com o valor de R$ 12,59. 

Milton Corrêa Costa Neto, ex-secretário-adjunto de Planejamento e Operações na Secretaria de Saúde de Cuiabá, foi alvo do desdobramento da segunda fase da Overpriced, com ações realizadas em junho deste ano. 

Ele é apontado pela Polícia Civil como subscritor das solicitações de compras identificadas com indícios de fraudes. Além do retorno ao posto público, a juíza Ana Cristina autorizou o desbloqueio de com o valor de R$ 35 mil. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior‘Efeito Zoom’: excesso de reuniões aumenta busca por procedimentos estéticos
Próximo artigoEmpresário reage a assalto em mercado e é baleado por ladrão