Júri condena feminicída a 28 anos de prisão em Tangará da Serra

Réu era ex-namorado da vítima e ficou revoltado ao saber que ela estava reconstruindo a vida amorosa com outra pessoa

(Ednilson Aguiar / O Livre)

Elbi da Silva foi julgado e condenado pelo Tribunal do Júri de Tangará da Serra (a 239km de Cuiabá) na terça-feira (31), pelo feminicídio da ex-mulher Niely Cristian de Freitas, na frente do filho do casal.

Reincidente na prática de crime de homicídio, ele matou a ex-mulher com uma facada no pescoço. A pena atribuída ao réu foi de 28 anos, 10 meses e 20 dias de reclusão em regime fechado, pelo homicídio duplamente qualificado (motivo fútil e contra a mulher por razões da condição de sexo feminino). A sentença é passível de recurso.

Conforme a denúncia do Ministério Público de Mato Grosso, o crime aconteceu em abril de 2020, no bairro Jardim San Diego.

“O denunciado, consciente e dolosamente, agindo com animus necandi (intenção de matar), por motivo fútil, por razões da condição de sexo feminino, consubstanciada em violência doméstica e familiar, matou sua ex-companheira Niely Cristian de Freitas, na presença física de descendente da vítima”, narra.

Elbi e Niely mantiveram união conjugal de fato por alguns meses e o relacionamento foi marcado por episódios de violência doméstica em razão do ciúme dele. A relação terminou no fim de 2019, Elbi não se conformou com o rompimento e passou a ameaçá-la.

“No dia e local dos fatos, irresignado com a notícia do novo relacionamento amoroso da vítima, portanto por motivo fútil, o denunciado agrediu fisicamente Niely Cristian (…) e, fazendo uso de uma arma branca, desferiu um golpe contra o pescoço da vítima”, consta na denúncia.

(Com informações da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEstudante de odontologia que matou ex-namorada é condenado a 27 anos de prisão
Próximo artigoRepresentação limitada