Julgamento a perder de vista

Julgamento de mandato da prefeita Lucimar Campos é adiado mais uma vez

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Um segundo pedido de vista do pleno do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) adiou mais uma vez, nesta segunda-feira (11), o julgamento do recurso protocolado pela prefeita de Várzea Grande Lucimar Campos (DEM) contra decisão que cassou seu mandato em junho do ano passado.

A prefeita foi cassada por decisão do juiz Carlos José Rondon Luz sob argumento de gastos com publicidade acima do permitido em ano eleitoral – 1º semestre de 2016. O magistrado ainda multou a prefeita e o secretário municipal de Comunicação, Marcos Lemos, no valor de R$ 60 mil, e o vice-prefeito José Aderson Hazama em R$ 5 mil.

Em maio, o desembargador Pedro Sakamoto pediu vista do recurso pela primeira vez e hoje o juiz eleitoral Jackson Coutinho. Dos 7 membros no pleno do TRE, 3 já votaram pela manutenção da cassação do mandato e 2 contra. Ainda restam votar, Coutinho e o juiz eleitoral Ricardo Gomes Almeida.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCansado de cobrar dívida, homem rouba o celular do devedor em Cuiabá
Próximo artigoBisavó de bebê índia enterrada viva vai ficar presa na Funai