Juiz aceita denúncia, mas nega prisão de motorista que matou duas pessoas em acidente em VG

Na decisão, juiz argumenta que já foram aplicadas medidas cautelares contra Jefferson Nunes Veiga

(Foto: Guarda Municipal)

A Justiça recebeu a denúncia do Ministério Público e tornou Jefferson Nunes Veiga réu por duas mortes causadas em um acidente em Várzea Grande. As vítimas fatais foram o motorista de aplicativo Igor Rafael Alves dos Santos Silva e a passageira Marcilene Lúcia Pereira.

A decisão do juiz Murilo Moura Mesquita, da 1ª Vara Criminal de Várzea Grande, foi proferida nesta quinta-feira (12). Jefferson vai responder por homicídio duplamente qualificado pelo emprego de meio que caracterizou perigo comum e o recurso que dificultou a defesa das vítimas. O denunciado tem dez dias para se defender da acusação.

O acidente aconteceu no dia 8 de abril, na avenida Filinto Müller. Conforme o MP, o rapaz conduzia o veículo sob influência de álcool e estava acima da velocidade permitida na via.

Ao perder o controle do automóvel, invadiu a pista contrária e bateu em um Ônix e depois, em um Etios, matando no local o motorista de aplicativo Igor Rafael Alves dos Santos Silva e a passageira Marcilene Lúcia Pereira. A filha dela, que também estava no carro, sobreviveu.

Prisão negada

Ao oferecer a denúncia, o Ministério Público pediu ainda a prisão preventiva de Jefferson. O promotor de Justiça César Danilo Ribeiro de Novais manifestou pela prisão preventiva do denunciado, sob o argumento da garantia da ordem pública e da aplicação da lei.

Contudo, o magistrado negou o pedido e pontuou que, na decisão que concedeu o habeas corpus a Jefferson e o colocou em liberdade, “foram aplicadas medidas cautelares diversas da prisão em acréscimo à fiança”, argumentou.

Jefferson teve que pagar mais de R$ 48 mil de fiança e teve sua autorização e habilitação suspensas.

LEIA TAMBÉM

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTSE encerra fase de testes das urnas eletrônicas
Próximo artigoQuase 17 mil novas empresas entraram no turismo de MT em 2021