Jovens protagonistas do próprio futuro

(Foto: Freepik)

O próximo ano trará o maior desafio educacional brasileiro das últimas décadas. Uma mudança importante, que impactará na forma de pensar e fazer Educação e colocará o estudante do ensino médio como protagonista do próprio futuro. Mas, essa jornada já começou.

A nova proposta do novo ensino médio, previsto pela lei nº 13.415/2017, comunica que o ensino médio, obrigatoriamente a partir de 2022, terá mudanças eu seu modelo de atuação. O “Novo Ensino Médio” incentiva o protagonismo do jovem, por meio da escolha de seu itinerário formativo, dentro das cinco áreas de conhecimentos propostas, dando ao estudante liberdade para escolher o caminho que tenha mais a ver com o seu projeto de vida e de futuro profissional.

As alterações serão aplicadas em todas as escolas que ofertam ensino médio, tanto públicas como privadas. A partir de 2022 os conteúdos passam a ser trabalhados por áreas de conhecimento, não mais em disciplinas, como antes. Essas estão organizadas em: Linguagens e Suas Tecnologias, Matemática e Suas Tecnologias, Ciências da Natureza e Suas Tecnologias, Ciências Humanas e Sociais Aplicadas e Formação Técnica e Profissional. As disciplinas com obrigatoriedade nos três anos de curso são apenas as de português, matemática e língua inglesa.

A carga horária fica distribuída em 60% ao currículo base e os outros 40% para os itinerários formativos opcionais. A flexibilização dessa escolha de formação aplica ênfase no protagonismo, na construção do projeto de vida, na multidisciplinariedade de projetos e no aprofundamento na área de interesse do aluno.  Não há obrigatoriedade para as escolas, no que que diz respeito a oferta de todos os itinerários. Cada instituição tem a liberdade de escolha dos itinerários que mais atende a sua clientela para a respectiva oferta.

Este é um grande desfaio para os envolvidos: alunos, professores e familiares. Aos educadores, exigirá trabalho interdisciplinar entre as áreas de conhecimentos, baseado em planejamento colaborativo dos componentes curriculares que compõem cada área de conhecimento. O educador precisa ser o mediador dos alunos pesquisadores, por meio de projetos de aprendizagens aplicados à realidade e contexto de vida.  Aos familiares compreender que o conceito do ensino médio mudou, pois além de preparar para o ENEM prepara para a construção do projeto de vida do futuro profissional.

O Sesi Escola é uma instituição pioneira em Mato Grosso na adoção do novo modelo de ensino médio, antes mesmo da obrigatoriedade da oferta. A escola se organizou nacionalmente e vem trabalhando nesse formato desde 2019, utilizando-se da ampla estrutura tecnológica, a expertise com o Senai Mato Grosso o que nos permite realizar neste ano de 2021, a primeira formatura dos alunos no novo ensino médio – itinerário V.

Para os estudantes e pais, ainda existem muitas dúvidas acerca do assunto. Pensando nisso, o Sesi Escola buscou sentir as dores dos pais e estudantes e preparou um evento online e gratuito para apresentar essa mudança à comunidade.

Fica aqui o convite para você que quer saber mais sobre o futuro. “Novo Ensino Médio do Sesi tá + que on”, esse é o nome do evento gratuito que será realizado no dia 4 de novembro, com o objetivo de trabalhar o desenvolvimento educacional e profissional em relação ao Ensino Médio, com transmissão ao vivo e início a partir das 16h30. É só acessar o site a seguir e se inscrever: https://bit.ly/2Y6O4Vf.

 

Simone Cruz

Gerente de Educação e Saúde e Segurança SESI MT. 

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorComo adquirir bons hábitos
Próximo artigoPodemos confirma filiação de Sergio Moro