Jovem morre atropelado por trator enquanto trabalhava em fazenda

Ele tinha apenas 22 anos e foi atropelado durante manobra para colheita de milho

Foto: Divulgação

Um jovem de 22 anos, identificado como Marcones da Silva Pereira, morreu nessa quinta-feira (22) após ser acidentalmente atropelado por um trator enquanto trabalhava em uma fazenda no KM 61 da MT 235, em Sapezal (520 km de Cuiabá).

A Polícia Civil foi acionada por funcionários da fazenda logo após o acidente. Uma equipe foi até o local, encontrou Marcones sem vida, próximo à lavoura de milho, e falou com as testemunhas, que estavam muito abatidas e sem condições de contar o que havia acontecido.

Manobra de colheita

O gerente da fazenda, então, relatou aos policiais o que havia acontecido. Segundo o gerente, dois tratoristas estavam operando cada um o seu trator, enquanto outro trabalhador dirigia um caminhão-caçamba. Na hora do fato, o motorista que estava com o caminhão caçamba manobrou o veículo de ré próximo ao bag de milho, para descarregar.

Um dos tratoristas, então, manobrou o trator com o equipamento para retirar o milho do caminhão e colocar no bag terrestre. Nesse momento, Marcones auxiliava o motorista do caminhão-caçamba a posicionar o veículo.

Após alguns segundos que o caminhão foi estacionado, quando Marcones ainda estava entre a traseira do caminhão-caçamba e o equipamento que retira o milho acoplado no trator operado pelo tratorista, o tratorista não viu Marcones e manobrou o trator de ré, prensando-o.

Os trabalhadores perceberam que a vítima havia se machucado e o motorista do caminhão-caçamba manobrou o caminhão para frente, para soltar Marcones, mas ele já estava agonizando e morreu.

Câmeras de monitoramento flagraram o acidente. A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) realizou a perícia no local e o corpo foi encaminhado para necropsia.

O caso foi registrado como morte acidental.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEstudo: anticorpos de quem teve covid-19 não protegem contra variante
Próximo artigoNovo atrito