Jovem é preso por abusar sexualmente de suas próprias irmãs

Além de abusar sexualmente das três, de 14, 12 e seis anos, ele ameaçava matar as meninas e a mãe caso o denunciassem

Foto: Reprodução

Um jovem de 22 anos foi preso na noite da última quarta-feira (21) na cidade de Vila Rica (1.260 km de Cuiabá) depois de ser descoberto que ele abusava sexualmente de suas três irmãs de 14, 12 e seis anos.

Conforme informações da Polícia Judiciária Civil, os abusos ocorriam na casa da família, localizada na zona rural de Vila Rica.

As investigações tiveram início em junho deste ano, quando a irmã mais velha procurou a polícia afirmando ter sido vítima de maus-tratos e abuso sexual pelo irmão, no final de 2018.

A Polícia Civil deu início a investigações e, durante as apurações, as irmãs e 12 e seis anos contaram a uma professora da escola que também eram estupradas pelo irmão.

As três meninas foram encaminhadas para realização de exame de corpo de delito e os abusos sexuais foram constatados. As meninas foram ouvidas também em depoimento especial, que permite a menores falarem em audiência, e confirmaram que já eram estupradas há algum tempo.

Diante das evidências e da gravidade do caso, o delegado de Vila Rica, José Getúlio Daniel, pediu a prisão do irmão mais velho das vítimas. A Justiça acatou o pedido e na quarta-feira (21) à noite o acusado foi preso na casa em que morava com os pais e as irmãs.

O delegado José Getúlio Daniel falou sobre a importância de a família estar sempre atenta ao comportamento das crianças, já que, muitas vezes, esse tipo de crime é cometido dentro do seio familiar, por parentes ou pessoas próximas.

“Nesse caso, o abusador foi extremamente cruel, pois, além da violência sexual contra as próprias irmãs, ele ameaçava de morte as meninas e a mãe caso alguma delas falassem algo. O suspeito vigiava para que as meninas não ficassem sozinhas com a mãe. Além de abuso sexual existia também tortura psicológica”, lamentou o delegado.

Depois de preso, o suspeito foi conduzido para Delegacia de Polícia de Vila Rica para providências cabíveis e, posteriormente, levado para Cadeia Pública da cidade, ficando à disposição da Justiça.

(Com Assessoria)