Jovem compra tornozeleira para “pagar de perigoso” e acaba preso

Ele disse aos policiais que pagou R$ 60 no objeto para ostentar

Imagem ilustrativa

Um rapaz de 22 anos foi preso nessa sexta-feira (3) depois de ser encontrado com uma tornozeleira eletrônica que não o pertencia e contar que havia comprado ela para “pagar de perigoso”.

Uma equipe da Polícia Militar estava em ronda pelo bairro Pedregal, em Cuiabá, quando, nas proximidades da Escola Orlando Nigro, viu dois jovens que consideraram suspeitos.

Eles foram parados e revistados e, a princípio, nada de ilícito foi encontrado. Os policiais, no entanto, notaram que um dos rapaz, o de 22 anos, usava uma tornozeleira eletrônica que estava desligada.

Questionado sobre o motivo de estar usando a tornozeleira e porque ela estava desligada, o jovem respondeu: “comprei a tornozeleira de um noiado pelo valor de R$ 60 e estava usando para ostentar e pagar de perigoso“.

Foto tirada na Central de Flagrantes

Os policiais checaram com a Central de Monitoramento de quem era a tornozeleira e conseguiram o nome.

O segundo suspeito, de 21 anos, tentou mentir seu nome diversas vezes, dando, inclusive, o nome da pessoa que deveria estar com a tornozeleira, que é seu irmão.

Por fim, os dois acabaram algemados e encaminhados para a Central de Flagrantes de Cuiabá.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMotorista de app encontra bebê de seis meses abandonado na rua
Próximo artigoCampanha doa tablets para pacientes terminais darem último adeus à família por vídeo chamada