Jovem bêbado atropela pedestre em rodovia e foge por medo de retaliação

Ele abandonou o veículo, foi encontrado andando na rodovia e confessou ter fugido por medo

Foto: PRF

Um jovem de 24 anos foi preso na madrugada desse domingo (19), acusado de homicídio culposo na direção de veículo, depois de atropelar e matar um pedestre na BR-174, trecho no Distrito de Tabuleta, pertencente ao município de Glória D’Oeste (315 km de Cuiabá).

Conforme relato dos policiais militares que atenderam a ocorrência, a equipe foi acionada por volta das 5h30 para atender um acidente próximo ao Distrito de Tabuleta, em que o condutor de um veículo havia atropelado um pedestre e fugido do local.

Os policiais foram em direção ao local indicado na denúncia e, no caminho, encontraram um homem caminhando sozinha na BR-174. Questionado sobre o porquê de estar andando sozinho na rodovia, ele confessou que era o condutor do Ford Fiesta envolvido no atropelamento e que tinha abandonado o carro e fugido por medo de uma possível retaliação.

Depois que o motorista confessou o crime, os policiais o levaram até o local do acidente, onde um homem foi encontrado atropelado e fora da pista, assim como o carro do suspeito.

Equipes do Posto de Saúde da Família de Glória D’Oeste, da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Judiciária Civil de Porto Esperidião (330 km de Cuiabá) foram acionadas e, após a constatação do óbito da vítima – ainda não identificada – também a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec).

O suspeito, então, relatou que na noite do sábado (18), por volta das 22 horas, levou um amigo de Mirassol D’Oeste (300 km de Cuiabá) até Porto Esperidião e, antes de retornar para Mirassol, ingeriu bebidas alcoólicas.

Durante o retorno, segundo o relato do rapaz aos policiais, por volta das 5h30 do domingo (19), próximo ao Distrito de Tabuleta, ele teve sua visão ofuscada pelo farol de um caminhão que vinha em sentido contrário e não viu o pedestre que estaria no meio da pista a tempo de desviar, vindo a atingi-lo.

A equipe da Polícia Rodoviária Federal realizou o teste do bafômetro no motorista, que constatou 0,81 ml de álcool por litro de sangue dele, muito acima do permitido, o que caracteriza crime de trânsito.

Como uma equipe da Polícia Civil já estava presente, ele foi preso em flagrante e encaminhado para a delegacia, acusado de homicídio culposo na direção de veículo. Até o registro da ocorrência, a vítima não havia sido identificada, visto que estava sem documentos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJuiz cita crise no Estado como consequência e condena Bosaipo por desvio de dinheiro
Próximo artigoSelma Arruda diz que centrão prepara impeachment de Jair Bolsonaro