Jornalista transforma primeiro imóvel em um “apê de boneca”; Inspire-se!

Com móveis no estilo provençal e muito rosa, a jornalista fez sua casa de boneca e compartilha dicas de decoração no Instagram

Quem vê a jornalista Karina Cabral usando, religiosamente, looks pretos e sóbrios, nem imagina que seu apartamento é um paraíso cor-de-rosa, ou melhor, uma casa de bonecas. Desde pequena, sempre foi apaixonada pelo tom e pela atmosfera provençal, mas, por dividir o quarto com o seu irmão, nunca se sentiu totalmente livre para expressar seus gostos e sua personalidade na decoração.

Tudo mudou quando foi morar com o namorado. No entusiasmo com o novo cantinho, deixou-se levar por uma onda – li-te-ral-men-te – cor de rosa… mas sentiu que, apesar de ter conquistado sua independência da casa dos pais, precisava ir além.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Me chamo Karina Cabral, sou jornalista, apaixonada pela minha profissão e por cor de rosa. 💓 Comprei meu apartamento na planta em março de 2017 e peguei a chave no dia 28 de maio de 2018. Desde então, minha vida é decoração, móveis, eletrodomésticos, iluminação, dor de cabeça por causa de fornecedores 😭, muito rosa e realização ao ver cada detalhe pronto. ♡ Essa foi minha primeira foto no elevador do apartamento e, a partir de hoje, vou dividir meus sonhos e a realização deles com vocês. Bem-vindos ao meu ap de boneca! 👸💖 #MeuApDeBoneca #Decoração #Lustre #ApaixonadaPorDecoração #ApMRV #AP402 #PNEMRV #Home #Apartamento #Ap #Iluminação #Arquitetura #Móveis #MóveisPlanejados #Like #MeuPrimeiroAp

Uma publicação compartilhada por Por Karina Cabral (@meuapdeboneca) em

Agora, já pensando em se casar e com vinte e poucos anos, se encontrou no meio de um dilema: casar ou comprar um apartamento? Entre a festa e o imóvel, a jornalista não pensou duas vezes ao optar pelo sonho… da casa própria. E mais especificamente, do próprio apartamento.

Imóvel adquirido, num condomínio em Cuiabá novinho em folha, e muito orgulhosa de cada conquista – incluindo os talheres com cabo rosê e brilhante! – a jornalista, como toda boa comunicadora, teve a ideia de transformar seu perfil no Instagram em um diário de obras virtual. Na rede social, compartilha com seus seguidores dicas de decoração, de serviços e fornecedores, passo a passo de instalações e, às vezes, até arrisca uns truques culinários.

Minha casa, minha cara!

O sonho cor-de-rosa da infância continua sendo sua maior inspiração, só que agora com muito mais maturidade, afinal trata-se de uma cor que poderia, facilmente, levar ao infantil ou ao “kitsch”, o que não é o caso. Ao entrar em seu apartamento, duas coisas encantam os olhos: o zelo e o bom gosto.

Tudo começou pelo sofá, a estrela do novo lar. Em uma versão mais clara e sofisticada da paleta de cor, une toda a decoração, equilibrando a ousadia e, principalmente, a maturidade que refletem a nova fase da vida da jovem.

Karina foi então dando seu toque “vintage-fofo” aos cantinhos da casa – tudo enquanto mandava dezenas de inspirações para a arquiteta Juliana Pinheiro, que realizou o projeto. Bibelôs graciosos espalhados num canto, algumas referências do universo geek em outro. Cores sóbrias como o cinza e o preto se mesclando à atmosfera, texturas e inovações – como é o caso do papel de parede líquido – vão imprimindo personalidade e exclusividade ao lar.

“A melhor parte em ter uma casa própria é poder deixá-la a sua cara, algo que um apartamento alugado nem sempre proporciona”.

Caber no bolso

A busca pelo lar doce lar tinha algumas exigências: ser bem localizado e, preferencialmente, próximo à casa de seus pais, ser um condomínio agradável e com a estrutura nova, ter um tamanho confortável para acomodar a jornalista, o namorado, e seu generoso closet. E o principal: “caber no bolso”.

“Eram muitas as opções e a maioria com preços exorbitantes por um produto que não fazia tanto sentido no custo-benefício”, lembra a jornalista. Até que, um dia, a visita a um dos apartamentos decorados da MRV em Cuiabá dissipou as dúvidas. Escolha feita e chave na mão, hoje o “apê de boneca” tem morada certa no condomínio Chapada das Dunas, no Bairro Coophema, em Cuiabá.

Karina relembra que, apesar do frio na barriga em começar um novo ciclo de sua vida, tudo parecia conspirar em prol do primeiro apê. A facilidade na negociação foi o grande diferencial na hora da contratação.

“Os valores tanto da entrada quanto das parcelas, que couberam no orçamento, chegam a ser mais baratos até mesmo que o valor de um aluguel. E deu tudo tão certo que tive até uma surpresa: peguei as chaves um ano antes do previsto”.

Para acompanhar a rotina de Karina em seu apê, siga o perfil na rede social Instagram: @meuapdeboneca.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS