Jornalista preso por decisão do STF teria sido torturado na prisão

Oswaldo Eustáquio teria sido agredido por três homens pouco antes de cair e ficar paraplégico

(Foto: Reprodução)

Trechos do depoimento em que o jornalista Oswaldo Eustáquio afirma que foi torturado foram compartilhados, nesta testa terça-feira (25), no Twitter. O jornalista foi preso depois de uma decisão do Ministro Alexandre Moraes e acabou ficando paraplégico.

O depoimento ocorreu em um evento virtual do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. O trecho em que o jornalista relata a tortura foi compartilhado por sua esposa, Sandra Terena, nas redes sociais.

Relato de agressão

Segundo o jornalista, três agentes participaram da sessão de tortura. Dois deles torceram suas mãos e o terceiro o enforcou com uma tonfa. “É uma dor que eu não consigo expressar para o senhor, porque vai misturando a dor de todos os lados”, disse Eustáquio.

Ainda segundo Eustáquio, ele chegou a ficar sem camisa e todo machucado devido às agressões.

No vídeo é possível ver o jornalista mais magro e com aspecto de debilitado devido à paralisia recente.

Prisão de Eustáquio 

Eustáquio é investigado no inquérito do Supremo Tribunal Federal que apura supostos atos antidemocráticos contra a Corte. De acordo com o processo, ele teria se manifestado de forma agressiva contra as decisões do Supremo Tribunal Federal.

O jornalista foi preso no dia 18 de dezembro de 2020, por decisão do ministro do STF Alexandre de Moraes. Dias depois, o ativista sofreu um acidente na prisão e acabou ficando paraplégico.

Veja o vídeo 

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMoção a Jacarezinho
Próximo artigoMulher é abandonada em Cuiabá após ser sequestrada no interior pelo ex-namorado