Jornalista Chiquinho Sam morre em Sorriso após um acidente vascular cerebral

O jornalista era referência na região Norte do estado e atualmente trabalhava no município de Vera

Morreu ontem (12), no Hospital Regional de Sorriso, Agenor Bormann, conhecido como Chiquinho Sam. O jornalista conhecido por ser um dos pioneiros na comunicação da região Norte de Mato grosso faleceu vítima de um acidente vascular cerebral hemorrágico. Ele estava internado desde o dia 17 de outubro no Hospital Regional de Sorriso.

Chiquinho era empresário e trabalhou muitos anos em rádio, TV e site de notícias na cidade de Vera, e também atuou como vereador no município. Chiquinho Fez faculdade de jornalismo em Sinop.

Nas redes sociais amigos e colegas da imprensa lamentaram a perda. “Hoje perdemos um grande amigo, um grande ser humano”, lamentou o fotografo Jaime Junior.

O também jornalista Laércio Romão, lamentou a morte do amigo de sala de aula. “Foi um grande incentivador! Colega de faculdade e de profissão sempre parceiro. Deixa muitas e boas lembranças! Que Deus conforte o coração da família e amigos”, postou Romão.

Também muito emocionado o filho de Chiquinho deixou uma mensagem ao pai nas redes sociais.

“Por que isso meu deus o senhor é tão novo mais o que fortalece a gente dá família que o senhor vai estar em um lugar melhor por que o senhor merece sempre trabalhador e esforçado e lutou pela sua família e no seu trabalho sempre foi exemplo nos seus trabalhos como na rádio na televisão como fotógrafo e repórter é no seu restaurante. Sei que lá de cima o senhor vai estar cuidando de nós, e quando bater a saudade eu vou olhar lá para cima e ver aquela estrelinha que brilhar mais forte sei que vai ser o senhor olhando aí pra mim. Sei que o senhor vai estar bem acompanhado da vó do vô e dos nossos parentes.  O senhor sempre vai morar no meu coração”, escreveu Rodrigo Bormann.

A faculdade onde Sam se formou também externou os seus pêsames à família do profissional.

“O curso de Jornalismo da Faculdade Fasipe comunica o falecimento de Agenor Bormann, mais conhecido como Chiquinho Sam. Chiquinho se formou em Jornalismo na Fasipe no ano de 2012. Toda a direção, a coordenação, o corpo docente e discente da instituição se solidarizam com a dor dos familiares, amigos e dos que com ele conviveram nas esferas profissional e pessoal”, publicou.

Chiquinho Sam deixa esposa e três filhos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorIgreja Metodista Unida avisa que pastora ateísta continuará no cargo
Próximo artigoPresidente do Senado se reúne com ministro da Fazenda