Jogador Cauan é ouvido pela polícia sobre incêndio e deixa hospital

Ele é um dos sobreviventes do incêndio no CT do Flamengo

Um incêndio no centro de treinamento do Flamengo, na zona oeste da cidade do Rio de Janeiro, deixou dez mortos.

O jogador Cauan Emanuel, um dos sobreviventes do incêndio na sexta-feira (8) no alojamento do Centro de Treinamentos do Flamengo, em Vargem Grande, no Rio de Janeiro, foi ouvido hoje (11), por policiais civis. Segundo o empresário do atleta, Wanderley Nogueira, o depoimento de Cauan sobre o momento do incêndio foi no quarto do Hospital Vitória, na Barra da Tijuca. Depois, o atleta, de 14 anos, deixou o hospital.

De acordo com a direção do hospital, ele saiu por uma porta lateral do prédio e foi direto para um hotel. O jogador e a família deverão permanecer dois dias no hotel , e depois seguir para Fortaleza.

Thomas Rafael, irmão de Cauan, disse que a alta do jogador é um alívio e uma alegria imensa para a família, que, no entanto, sente tristeza pela morte dos outros garotos da base do Flamengo. Segundo Thomas, Cauan vai continuar a carreira porque ser jogador de futebol é seu sonho.

Logo que chegou ao hospital, Thomas ouviu do irmão que estava com muita vontade de deixar a unidade e voltar para casa. “Vamos fazer uma festinha massa, tirar uma resenha como sempre. A gente sempre foi muito unido. A gente gosta de brincar e se divertir”, disse Thomas sobre a recepção que o irmão terá em casa.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBrasil vai instalar centro de ajuda para venezuelanos em Roraima
Próximo artigoSesc Poconé abre mais de 600 vagas para diversas atividades esportivas