Jenifer vai virar hit no carnaval. Mas afinal, quem é Jenifer?

A moça quase se chamou Cindy e foi até rejeitada por cantor que agora é "homem de família"

Mariana Xavier (Jenifer, no vídeo clipe) e Gabriel Diniz / Divulgação

Há algumas semanas, a internet tem fervido com memes e piadas falando sobre uma tal Jenifer. Várias Jenifers por aí receberam muitos likes no Tinder e até o DJ norte-americano Diplo postou uma foto com a cantora Anitta, dizendo “o nome dela é Jenifer”. Há ainda alguns sites apostando que ela vai virar hit do carnaval 2019.

Mas quem é Jenifer? Bem, ela nasceu de oito pais, dia 4 de junho de 2018, em Goiânia e por pouco não se chamou Cindy. Meio confuso? Calma, que eu explico!

Um grupo de oito amigos compositores, os Big Jhows, moram e compõe juntos. Eles chegam a produzir até cinco músicas por dia, que depois de gravadas, são oferecidas e enviadas a vários cantores sertanejos pelo Brasil.

A ideia da canção nasceu primeiro na cabeça de Júnior Lobo, de 25 anos. Um dia, enquanto lanchava com uns amigos, uma mulher se aproximou de um deles e o abraçou. Depois que ela foi embora, ele perguntou ao amigo, brincando, se era “sua namoradinha”, ele respondeu que ela era do Tinder.

Naquele momento ele percebeu que o aplicativo de encontros poderia ser tema de uma de suas composições e começou a pensar sobre. Inicialmente ele queria que a “moça” se chamasse Cindy, mas por fim achou que Jenifer encaixaria melhor. Então, juntando suas ideias com as de seus amigos, Léo Souza, Thales Gui, Thawan Alves, Allef Rodrigues, João Palá, Fred Wilian e Junior Avelar, a música completa nasceu.

Se algum artista se interessar pelas composições do grupo, entra em contato e paga pela composição. Foi assim com Gusttavo Lima, o primeiro pretendente de Jenifer. O cantor gravou e chegou até a cantar a música em um show, mas acabou abrindo mão por não se encaixar no perfil “Homem de Família” de Gusttavo.

Gabriel Diniz já estava interessado em Jenifer, e após saber da desistência, a comprou de Gusttavo pelo mesmo valor pago aos Big Jhows. Ninguém da equipe de Gabriel apostava no sucesso de Jenifer, nem mesmo Wesley Safadão, seu empresário.

Foi uma aposta solitária e, felizmente, certeira do astro do forró. O clipe traz no elenco Aline Gotschalg e Mariana Xavier. Mariana, a propósito, já é considerada a musa do verão.

Mulheres da Música Brasileira

Jenifer não foi a primeira e nem será a última mulher homenageada pela música brasileira. Relembramos algumas:

Natasha

Lançada no ano 2000, pelo Capital Inicial, a música fala de uma adolescente que muda seu nome, de Ana Paula para Natasha, e larga a família para viver sem limites. A canção foi sucesso absoluto no país inteiro.

Camila

Apesar da temática triste, a canção da banda Nenhum de Nós inspirou muita gente em 1987, quando foi lançada.

Juliana

“Samba Juliana, samba Juliana”, o hit do grupo Raça Pura intimou muitas Julianas a dançar, e faz parte da vida de várias delas até hoje.

Carla

A canção de LS Jack embalou muitos amores por aí. Quem não conhece uma Carla já recebeu essa música como declaração?

Anna Julia

Outro sucesso absoluto da música brasileira, é o maior hit do Los Hermanos. Lançada em 1999, foi inspirada na jornalista Anna Julia Werneck, por quem o produtor da banda, Alex Werner, era apaixonado.

Carolina

Em 2002 foi a vez das Carolinas terem seu nome eternizados. Seu Jorge homenageia sua Carolina dizendo que ela é uma garota “difícil de esquecer”.

Renata

Essa também é inesquecível. A Renata ingrata de Latino é uma moça que, segundo o cantor, não soube valorizar o seu amor. Há um rumor de a música seja uma indireta para a ex do cantor, Kelly Key.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJustiça atende PGE e suspende liminar que bloqueava contas do Estado
Próximo artigoRecuperandos trabalham em limpeza e reforma de prédios públicos na capital e interior