Irmãos promovem festa na pandemia em MT e podem pagar R$ 330 mil de multa

Em ação, o Ministério Público acusa irmãos de Tapurah de organizar festa em fazenda para cerca de 500 pessoas

(Foto: Ekaterina Bolovtsova / Pexels)

Dois irmãos agricultores proprietários de uma fazenda em Tapurah, a 433km de Cuiabá, foram acionados pelo Ministério Público por promoverem uma festa com aglomeração para cerca de 500 pessoas.

O encontro foi realizado na propriedade, em fevereiro deste ano contrariando normas federal, estadual e municipal.

Em ação civil publica, o órgão pede R$ 330 mil para garantir o pagamento de reparação de danos morais coletivos. A indenização, caso haja condenação, será destinada ao Fundo Municipal da Saúde de Tapurah.

“Não há dúvidas que a conduta dos requeridos de realizarem uma festa de aniversário, em momento de profundo abalo social causado, afronta a mais comezinha noção de comunidade e respeito ao próximo”, considerou  promotora Cynthia Antunes.

LEIA TAMBÉM

A festa

Os irmãos organizaram a festa em comemoração ao aniversário de um deles, no dia 27 de fevereiro. As polícias Civil e Militar foram acionadas para averiguar a situação.

No dia da festa, Tapurah estava em risco baixo de contágio e registrava 37 casos ativos, 56 casos suspeitos, cinco pacientes hospitalizados e 15 óbitos. Contudo, após a janela de contágio de 10 dias que sucedeu a realização da festa houve um considerável número de infectados, e dentre eles dois evoluíram para óbito.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRetomada da economia: Brasil cria 184 mil empregos formais em março
Próximo artigoJustiça mantém prisão de homem que matou ex-esposa em via pública em Cuiabá