Irmão de Taíse diz que esportista não recebeu os primeiros-socorros necessários

Irmāos Bertoncello participavam de corridas de rua frequentemente

Cinco dias após a morte repentina e prematura da advogada Taíse Bertoncello, ao final de uma corrida de rua em Cuiabá, familiares e amigos ainda se sentem consternados com o episódio.

O LIVRE conversou com Rodrigo Bertoncello, irmão de Taíse, vítima de ataque cardíaco fulminante no último sábado (17). Rodrigo também participou da corrida Cuiabá Night Run e ajudou a socorrer a irmã, ainda no local. Para ele, houve falha no atendimento e, se existem normas e fiscalização nas ambulâncias que acompanham esses eventos, afirma, elas não teriam sido seguidas.

“Eu achei estranho não ver, na ambulância, balão de oxigênio ou desfibrilador. Se havia, não usaram na minha irmã”, denunciou.

Segundo Rodrigo, no laudo do IML consta como “indeterminada” a causa da morte – e os dados da perícia e exames toxicológicos irão levar de 30 a 60 dias para serem concluídos.

Mesmo questionando a suposta falha nos primeiros-socorros, o irmão acredita que a morte tenha sido súbita. “Conversamos com uma médica e os próprios enfermeiros que atenderam Taíse. Todos nós temos quase certeza de que ela tenha sofrido um mal-súbito” lamentou o irmão.

Procurada pelo LIVRE, a empresa Qualicare, responsável pelo pronto-atendimento dos corredores no dia do evento, não se manifestou até o fechamento desta matéria.

Taíse tinha 24 anos e era natural de Juara. Trabalhava como assessora jurídica na prefeitura de Cuiabá e praticava esportes desde pequena. Jogava no time de futebol de advogadas “Delação Premiada”, além dos times Infrafut e Sarrada FC.

Participou de campeonatos dentro e fora do estado. Tinha paixão por animais. Tanto que era voluntária do projeto de Luta e União de Amigos para Animais em Risco (Lunaar).  Ajudava a fazer bazares e ações de solidariedade.

“O que mais chamava nossa atenção é que ela estava sempre sorridente e pronta para ajudar a todos. Era a apaziguadora da turma. Gostava de ver todo mundo unido”, diz, comovida, Raquel Tenuta, amiga de Taíse.

A missa de sétimo dia de Taíse Bertoncello acontecerá sexta-feira (23), às 19 horas, na Igreja São Joāo Batista (Rua lateral a UNIC Beira Rio), em Cuiabá.

Animais eram a paixão de Taíse

 

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCantautores desta quinta apresenta jovens talentos de MT
Próximo artigoFábio Garcia é o novo presidente do DEM em MT

O LIVRE ADS