Ipem fiscaliza lojas de produtos infantis de Cuiabá e Várzea Grande

A operação é necessária para impedir que produtos inadequados sejam comercializados indevidamente durante o feriado e se tornem um risco para as crianças

Os fiscais do Instituto de Pesos e Medidas de Mato Grosso (Ipem-MT) realizaram nesta semana (4 a 8) uma operação de fiscalização de produtos infantis nas cidades de Cuiabá e Várzea Grande. A ação faz parte de uma determinação do Inmetro e foi realizada em virtude do feriado do Dia das Crianças.

Segundo o presidente do Ipem, Bento Bezerra, a operação foi necessária para impedir que produtos inadequados sejam comercializados indevidamente durante o feriado e se tornem um risco para a segurança das crianças, já que nesta data a comercialização de artigos infantis aumenta significativamente.

“O objetivo da operação é tirar de circulação os produtos que não atendam às normas exigidas pelo Inmetro e representem perigo para a saúde e, até mesmo, para a vida das crianças”, explica.

A operação tem como foco brinquedos, mas também inclui carrinhos de bebê, bicicletas infantis, berços e cadeiras de refeição infantil. Todos fazem parte dos produtos de certificação compulsória, ou seja, precisam portar o selo do Inmetro para que sejam comercializados legalmente.

Recomendações

O presidente do Ipem cita pontos importantes que devem ser observados pelos adultos antes e depois de comprar um brinquedo.

“No momento da escolha é preciso notar se a embalagem possui o selo do Inmetro, se as informações estão em português e se a criança que receberá o brinquedo faz parte da faixa etária recomendada. Caso o produto esteja de acordo com todas estas regras ainda é importante guardar a embalagem por pelo menos uma semana, pois ainda é possível que a criança apresente lacrimação, irritação na pele e na boca e somente com as informações da caixa é possível ir atrás do fabricante”, instrui.

Denúncias podem ser feitas pelo número (65)3624-8785.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem que matou companheira espancada é condenado a 32 anos de prisão
Próximo artigoRedução da tarifa do Mercosul aliviará a inflação, diz Guedes