Investindo em infraestrutura

Governador anunciou assinatura da ordem de serviço para construção de ferrovia, indicou construção de ponte e obras em estradas

(Foto: Fernando Martin / Aprosoja)

O governador Mauro Mendes anunciou um grande investimento na infraestrutura de Mato Grosso, com a assinatura da ordem de serviço para a construção da ferrovia estadual e também as obras em mais de 1 mil quilômetros de estrada que cortam o Estado, além de uma ponte sobre o rio Juruena.

Os anúncios foram feitos durante a participação do governador no evento de encerramento do 15º Circuito Aprosoja. A festividade aconteceu nessa segunda-feira (13), em Cuiabá.

“Estamos mudando a história do dinheiro do Fundo Estadual de Transporte e Habitação (FETHAB). Em 2018, menos de 20% do que foi pago ao fundo foi aplicado em infraestrutura. Este ano, por força legal, na lei que modificamos em 2019, serão 50% e em 2023, 60%”, destacou o governador.

A partir da próxima segunda-feira (20), os trabalhos começam a ganhar força. Mendes informou que a ordem de serviço para a construção da ferrovia estadual será assinada nessa data. O contrato será firmado em três locais diferentes, em Cuiabá, Nova Mutum e Lucas do Rio Verde, às 9h30, 15h e 18h, respectivamente.

O governador inclusive pontuou a expectativa de que o ministro da infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, dê a ordem para que a ferrovia chegue até o município de Água Boa (a 730 km de Cuiabá), na região leste do Estado.

LEIA TAMBÉM

Estrada e ponte

Mendes destacou ainda que a MT-140 passará por obras de pavimentação e os trabalhos devem começar até dezembro. Foram licitados 5 lotes que estão na fase de emissão da ordem de serviço.

“Vocês poderão sair de Sorriso e chegar a Rondonópolis sem passar pela BR-163. Teremos 1.562 km passando por obras, somados aos 1,058 km que já concluímos. Por isso eu disse que a meta dessa administração é terminar 2022 com 2.500 km de rodovias asfaltadas”, comemorou o gestor.

Outro trabalho será a construção de uma ponte sobre o rio Juruena, em município que fica a 800 km da Capital. O projeto prevê uma estrutura de 1,4 mil metros para a qual ainda será lançada a licitação.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Precisamos de uma revolução no sistema tributário”, diz idealizador do imposto único
Próximo artigoPrimeira-dama paga multa de R$ 2,4 mil para evitar processo em Cuiabá