Intervalo de 8 semanas: Cuiabá antecipa segunda dose da Pfizer

Quem está esperando a segunda dose há 2 meses, a partir de outubro, pode procurar um polo de vacinação, independemente da data agendada no cartão de vacina

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

Quem tomou a vacina contra a covid-19 fabricada pela Pfizer em Cuiabá e está esperando a segunda dose, vai esperar menos tempo. A prefeitura – a exemplo de outras cidades do país – vai antecipar essa aplicação.

O intervalo entre as doses da vacina da Pfizer agora será de 8 semanas. Quem já cumpriu esse intervalo, a partir de outubro, já pode se dirigir a qualquer polo de vacinação na Capital, incluindo as unidades básicas de saúde.

Anteriormente, a segunda dose da vacina da Pfizer vinha sendo agendada para 12 semanas após a primeira. A medida foi adotada em todo o país devido à escassês do imunizante. A estratégia do Plano Nacional de Imunização era vacinar com ao menos uma dose o maior número de pessoas, garantindo uma proteção pelo menos parcial a mais gente.

Com o avanço da aplicação da primeira dose – Cuiabá, por exemplo, já a aplicou em 92,6% de toda a população elegível (pessoas com mais de 18 anos) -, é possível acelerar também a aplicação da segunda dose da vacina.

Vale ressltar que, conforme a própria Pfizer, o intervalo mínimo que deve ser respeitado entre as doses do imunizante de sua fabricação é de 21 dias. Alguns estudos sugerem, no entanto, que um intervalo maior pode resultar em uma resposta imune melhor do corpo.

Até o momento, segundo a prefeitura, 53,8% dos cuiabanos com mais de 18 anos já estão com o esquema vacinal completo, ou seja, tomaram as duas doses ou a vacina de dose única.

O intervalo de aplicação da segunda para quem tomou a Coronavac ou a Astrazeneca continua sendo o mesmo.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAtor confirma final das gravações de Star Wars: Andor
Próximo artigoDeputados querem que redução de ICMS comece a valer ainda este ano