Insistência para incluir Cuiabá

Senador persiste com TCU para que ferrovia chegue até Cuiabá; empresa ainda estuda viabilidade

Assessoria

Depois de Jayme Campos (DEM), foram o senador Wellington Fagundes (PL) e o deputado federal Neri Geller que se reuniram com o ministro do Tribunal de Contas da União, Augusto Nardes, para reforçar a importância de liberar a renovação da malha ferroviária de São Paulo para a Rumo Logística.

Como contrapartida para isso, os parlamentares querem a construção do trecho da ferrovia até Cuiabá e a liberação do ramal da Ferronorte ligando Rondonópolis a Sorriso, região de maior produção do Estado. O encontro aconteceu nesta terça-feira (18).

 

Ver essa foto no Instagram

 

Hoje estive com o deputado @nerigeller e o ministo Augusto Nardes, do TCU, para tratar sobre a proposta de ampliação da Malha Norte Ferroviária – que forma, com a Malha Paulista – o principal corredor de exportação do País, ligando Rondonópolis ao Porto de Santos (SP). O estudo prevê um investimento de R$ 6 bilhões em obras para viabilizar um novo trecho com 700 quilômetros de extensão entre Rondonópolis e Sorriso, passando pela capital, Cuiabá. Os incrementos logísticos impactarão fortemente a economia da região, tanto por conta do escoamento de grãos de Sorriso como pelo aumento da circulação de cargas industriais e bens de consumo na capital mato-grossense. #MatoGrosso #MT #SenadorDeMT #ferrovia #Logística #producaorecord #MTCeleirodoBrasil

Uma publicação compartilhada por Wellington Fagundes (@wellingtonfagundesmt) em

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVingadores: Ultimato será relançado nos cinemas com cenas inéditas
Próximo artigoCom reforma, Santa Casa ganha “cara nova”; hospital deve reabrir no final de junho