Inquérito apura se dentista abusou de criança de 12 anos em Cuiabá

 

Reprodução

abuso sexual contra criança

O delegado Daniel Lemos Valente, titular da Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente (Deddica), abriu na última sexta-feira (16) um inquérito para investigar o suposto abuso de um menino de 12 anos pelo cirurgião dentista M.F., de 30 anos.

M. é dentista contratado pela Prefeitura do município de Vera (460 Km de Cuiabá) e foi acusado pelos pais da criança de ter abusado do menor enquanto estava na casa da mãe, em Cuiabá, cursando especialização. A criança ainda não foi reinterrogada pelo delegado e também deve ser submetida a tratamento pela equipe psicossocial da delegacia.

Segundo informações do site Olhar Direto, um exame médico realizado a pedido do pai da vítima há cerca de 20 dias constatou que houve abuso. Os médicos também teriam concluído que o menor foi contaminado com uma Doença Sexualmente Transmissível (DST).

A princípio, os investigadores imaginaram que o crime teria ocorrido em Vera, onde o boletim de ocorrência foi registrado pelo pai do menino. Somente depois que a investigação foi enviada à Cuiabá é que os policiais civis constaram que o crime ocorreu na Capital.

Odonto-pediatria

M.F. atua há mais de dois anos na Prefeitura de Vera. Em matéria publicada no site do Município, ele é apontado como um profissional que recebe “inúmeros elogios, de crianças, jovens e adultos da sociedade”.

O foco do dentista, segundo a publicação, é o tratamento dentário de crianças. Em Cuiabá, ele cursa especialização na área de odonto-pediatria.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAinda vem chumbo do Detran
Próximo artigoPor até R$ 4.1 mil, Universidade Federal do Goiás abre concurso

O LIVRE ADS