Inovar é o caminho: estudo mostra que adaptação à pandemia reduziu impacto nas vendas

Paralisação do país prejudicou menos quem migrou para a internet, uma das maiores dificuldades para micro e pequenos empresários

(Foto: Reprodução/Exame)

Pequenos empresários que se adaptaram à situação da pandemia sentiram menos no bolso o impacto da paralisação econômica.  

Uma pesquisa do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), mostra que os empresários que desenvolveram práticas inovadoras registraram perda de 32% da receita, as empresas que não inovaram tiveram perda de 39%. 

Um em cada quatro empresários de micro ou pequenos negócios disse à pesquisa que adotou alguma medida que não haviam utilizado antes em seu negócio. 

Conforme o Sebrae, os principais desafios para esses empresários estão na digitalização dos serviços.

A empresária Idalegugar Fernandes e Silva de Castro, mais conhecida como Guga Fernandes, montou a primeira indústria de vitaminas e minerais das regiões Norte e Nordeste do país em 2013.  

Até 2018, a empresa alcançava rentabilidade muito modesta por meio de pontos de vendas localizados em locais estratégicos das cidades onde atuava.  

Após um treinamento no Sebrae, ela abandonou a ideia de vender em pontos físicos e automatizou o comércio para o digital, usando principalmente redes sociais. Além disso, contratou uma equipe de funcionárias para fazer a revenda.    

Com nossa transformação, saltamos de um lucro de R$ 15 mil mensais para R$ 200 mil. Isso é incrível, levou tempo e amadurecimento. Através das jornadas de imersão no meu negócio eu desenvolvi uma visão macro”, disse.  

A presença consolidada nas redes sociais também permitiu que a empresária enfrentasse a crise econômica decorrente da pandemia com mais estabilidade. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFilho denuncia a própria mãe ao descobrir que ela furtou seu auxílio emergencial
Próximo artigoAntecipando finados