Infrações de trânsito tiveram redução de 45% em Mato Grosso

Dados são do Detran e fazem a comparação entre os registros de 2020 e 2019

O isolamento social e a adoção do home office por algumas empresas reduziu a quantidade de carros na rua e por consequência as infrações de trânsito em Mato Grosso. Conforme o Departamento de Trânsito de Mato Grosso (Detran), em 2020, a queda  foi de 45% nos registros em relação ao ano anterior, 2019.

Dados do Registro Nacional de Acidentes e Estatísticas de Trânsito (Renaest) apontam que no ano passado, forma aplicados 554.505 autos de infração, enquanto, em 2019, foram 1.017.243.

Queda maior em Cuiabá

Em Cuiabá, houve uma queda de 50%. Foram 242.106 autuações em 2020, contra 489.008 em 2019. Já na cidade vizinha, Várzea Grande, os motoristas também cometeram menos infrações de trânsito em 2020. A redução foi de 63%, sendo 25 mil em 2020 e  69.140 em 2019.

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Conforme os dados do Renaest, transitar com veículo em velocidade superior à máxima permitida para o local, em até 20%, continua sendo a infração mais cometida por motoristas tanto na capital quanto no interior do Estado, totalizando 337.178 registros. Essa é uma infração considerada média pelo Código de Trânsito Brasileiro (CTB) com penalidade de multa no valor de R$ 130,16.

Outras infrações praticadas pelos condutores de forma recorrente em todo Estado são: transitar com veículo em velocidade superior à máxima permitida para o local, entre 20% e 50%; avançar o sinal vermelho do semáforo eletrônico, o condutor não usar o cinto segurança e deixar de manter acesa a luz baixa do veículo nas rodovias durante o dia.

Segundo a gerente de Ações Educativas de Trânsito do Detran-MT, Rosane Gerda Prachthäuser Pölzl, a imprudência é um dos principais fatores de risco que acarretam acidentes.

“A menor das consequências de uma infração é a autuação ou até a prisão, como nos casos de embriaguez ao volante. A inobservância das normas de segurança gera acidentes graves e até mesmo fatais. Por isso, nas ações e cursos que realizamos convidamos a população à reflexão de que cada um tem importante função a desempenhar na construção de uma cultura de paz e segurança no trânsito”, disse Rosane. (Com informações de Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFechados com Pacheco
Próximo artigoTrabalhador morre após sofrer descarga elétrica e ataque cardíaco