Indústrias de MT estão no top 10 brasileiro da cadeia produtiva sustentável de madeira

Empresas associadas ao Sindusmad e Simno receberam o prêmio Referência 2020; indústrias são de Sinop e Colniza

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Duas indústrias mato-grossenses, do setor de base florestal, foram premiadas nacionalmente no quesito sustentabilidade. Ambas receberam o Prêmio Referência 2020, criado há sete anos pela revista Referência, da Jota Editora. As empresas são associadas a sindicados empresariais filiados a Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt).

Com sede em Sinop e com 90% da produção exportada para a Europa, América do Norte e Ásia, a Zico Madeiras foi a primeira empresa da história, ligada ao Sindicato das Indústrias Madeireiras do Norte de Mato Grosso (Sindusmad), a receber o prêmio.

“Sustentabilidade é manter a floresta em pé para não acabar a madeira nunca. Para trabalhar com exportação, tem que ter projeto de manejo sustentável: o próprio mercado cobra e quer saber a procedência da matéria prima. Esse é o caminho que as indústrias de base florestal estão tomando”, destacou o empresário homenageado Sigfrid Kirsch, conhecido como Zico.

Para o presidente do Sindusmad, Wilson José Volkweis, o prêmio é um importante reconhecimento do trabalho sério que a empresa desenvolve. “É uma alegria ter uma empresa associada recebendo este prêmio tão importante”, comemora.

Com mais de duas décadas de história, a Junp Madeiras, sediada no município de Colniza, também faturou o prêmio da revista. A empresa é filiada ao Sindicato das Indústrias Madeireiras e Moveleiras do Noroeste de Mato Grosso (Simno).

Ambos sindicatos compõem o Centro das Indústrias Produtoras e Exportadoras de Madeira do Estado de Mato Grosso (Cipem) que já foi contemplado três vezes com esta premiação.

“Esse prêmio reconhece todo o trabalho e dedicação de empresas e instituições sérias que são comprometidas com a qualidade e com o atendimento eficiente. Esperamos que cada vez mais empresas associadas e parceiros ocupem esse lugar de destaque” pontua o diretor executivo do Cipem, Valdinei Bento dos Santos.

Ao comemorar o reconhecimento, o presidente da Fiemt, Gustavo de Oliveira, destaca que a indústria de base florestal mato-grossense é um exemplo de sustentabilidade para o mundo.

“Nossas riquezas naturais e produtos primários viabilizam cadeias produtivas complexas. O Brasil tem uma das legislações ambientais mais rigorosas do planeta e por estarmos na Amazônia Legal, o rigor é maior ainda. Por esses motivos, o reconhecimento das indústrias filiadas ao Sindusmad e Simno mostra a seriedade do setor”, avalia.

Prêmio

É concedido por meio de indicações de leitores, clientes e contatos do setor, cabendo à revista a decisão. A publicação realiza o prêmio desde 2003, avaliando ações nos âmbitos de investimento, tecnologia, pesquisa ou social.

“Reconhecemos dez empresas que fizeram algo relevante em prol do setor durante o ano: sejam investimentos ou inovações, e que acreditaram no segmento da madeira. É um prêmio para fomentar ainda mais a cadeia de base florestal do brasil”, destaca o diretor da Jota Editora, Fábio Machado.

(Da Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPor fraude do partido, TRE cassa mandato de vereador em Cuiabá
Próximo artigoLei Aldir Blanc: governo de MT divulga resultado final de editais