Indea emite nota e garante que atuação de empresa está de acordo com as normas

Órgão aponta que esta mesma denúncia já havia sido feita em 2018, investigada e não comprovada

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (INDEA-MT), divulgou uma nota técnica sobre os produtos que são comercializados e produzidos pelo Grupo Celeiro. A empresa foi alvo de denúncia publicada em sites de notícias acerca dos produtos na manhã desta quinta-feira (04).

A nota assinada pelo presidente Tadeu Aurimar apresenta normas e regulamentações que atestam a a atuação correta da empresa e de normalidade dos produtos.

No documento, o órgão afirma que a empresa está de acordo com o Serviço de Inspeção Sanitária Estadual – SISE, atestando que a Celeiro está legalmente registrada e atende todas as normas sanitárias, ambientais e estruturais.

“A Estância Celeiro está legalmente registrada no SISE sob o nº 091 desde 04 de abril de 2008. O registro da empresa foi feito dentro de todas as normas estabelecidas pela legislação vigente, atendendo todos os requisitos estruturais, sanitários e ambientais”, informa trecho da nota.

O INDEA aponta ainda que tal denúncia noticiada aconteceu de forma tardia, visto que, já teria sido investigada e não comprovada ainda em 2018. A nota reforça que a Celeiro é a única empresa em Mato Grosso autorizada a realizar comércio interestadual de produtos.

“Os produtos produzidos pela Estância Celeiro são produzidos dentro das normas sanitárias e de saúde pública não oferecendo risco ao consumidor, sendo a única empresa autorizada no Estado de Mato Grosso a realizar o comércio interestadual, através de processo de reconhecimento de equivalência ao SISBI-POA (Sistema Brasileiro de Inspeção Sanitária de Produtos de Origem Animal), validado pelo MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento).”

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPrefeito bate caminhonete em moto e casal de motociclistas morre
Próximo artigoPercival Muniz é condenado e tem os direitos políticos suspensos pela Justiça