Improdutividade nunca mais! Técnica desenvolvida por italiano tem passos simples

E te permite descobrir se você é mais produtivo pela manhã, tarde ou noite

(Foto: Energepic / Pexels)

O nome é “Método Pomodoro” porque seu criador, o italiano Francesco Cirillo usou um cronômetro de cozinha em formato de tomate (pomodoro em seu idioma) para desenvolvê-lo. E ele garante: você nunca mais vai se sentir improdutivo se seguir esses passos simples.

A principal dica é dividir o seu dia em blocos de 25 minutos, durante os quais você vai se dedicar – com a máxima atenção possível – a uma tarefa. Entre os blocos, pequenos momentos de descanso para “refrescar” a mente.

Primeiro você tem que escolher a tarefa a ser executada, ajustar o cronometro e, então, é só começar. A intenção é que você deixe todas as distrações de lado ou, pelo menos, tente.

Quando o alarme do cronômetro tocar, ainda que você não tenha terminado, descanse por 5 minutos. Francesco Cirillo diz que esse tempo deve ser usado com atividades que não exijam muito da sua mente. Pode ser fazer um lanche, assistir um pouco de televisão, algo que te distraia da tarefa que estava executando.

Após os 5 minutos, se não tiver concluído a tarefa, é só soltar a ela. Ou escolher a próxima e começar do zero.

É importante também, segundo ele, fazer uma pausa maior, de 30 minutos, depois de concluir 4 blocos de 25 minutos.

Gestão do tempo

A técnica ficou famosa e passou a ser adotada por muita gente em todo o mundo – de estudantes a empresários -, segundo reportagem publicada na BBC, depois que Francesco Cirillo resolveu escrever um livro – The Pomodoro Technique (A Técnica Pomodoro, em tradução livre para o português) – contando como a desenvolveu.

Entre os benefícios de adotá-la, ele diz, está identificar em que períodos do dia você é mais produtivo e quais são os maiores motivos de distrações na sua rotina.

Para isso, os adeptos iniciantes têm que desenvolver o hábito de fazer anotações ao término de cada bloco de 25 minutos: quantas vezes você perdeu a concentração e por que?

Depois de um tempo praticando, segundo ele, é possível identificar, por exemplo, se você consegue concluir um maior número de tarefas de manhã ou a tarde. Assim, pode – quem sabe?! – até se dar ao luxo de acordar mais tarde, se sua produtividade não for tão boa nas primeiras horas do dia.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorReserva de emergência: saiba quanto você precisa ter para respirar aliviado
Próximo artigoEleitor tem até esta semana para justificar ausência no 1º turno