Imprensa norte-americana compara Bolsonaro a Trump

A comparação foi feita em função das bandeiras associadas à extrema direita que o candidato brasileiro, assim com Trump, defende

A imprensa dos Estados Unidos dedicou o dia de hoje (6) à análise do momento político brasileiro na véspera da eleição presidencial. As edições dos principais jornais impressos e sites e veículos online destacam a tendência de crescimento da candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência da República, segundo as pesquisas de intenção de voto e o comparam ao presidente norte-americano Donald Trump.

Segundo o jornal The New York Times, o quase “desaparecimento de Bolsonaro do cenário político só aumentou sua liderança”. O jornal compara a campanha de Bolsonaro, que sofreu um atentado no dia 6 de setembro, passou por duas cirurgias e ficou três semanas internado, à fórmula que levou Trump à vitória em 2016, bem como à trajetória de líderes conservadores de outros países.

[featured_paragraph]A manchete diz que “Candidato da extrema direita Jair Bolsonaro amplia liderança na corrida presidencial do Brasil”.  Na reportagem, o jornal informa que, como “última tentativa”, os 13 candidatos presidenciais fizeram campanha pelo país em debates e comícios.[/featured_paragraph]

Na edição de ontem (5), o jornal The Washington Post apresentou Bolsonaro como uma “versão de Trump”, devido a seus “posicionamentos de extrema direita”. Além disso, destacou que a campanha do candidato se baseia em “ataques à imprensa tradicional e na criação de de ‘fatos alternativos’” na internet.

A rede ABC News dedicou reportagem especial, veiculada ontem, a Bolsonaro. Segundo a reportagem, nas eleições presidenciais, o “candidato à la Trump obtém voto entre as mulheres” e contextualizou com as matérias favoráveis e contrárias. De acordo com a rede, o candidato é “muitas vezes comparado” a Trump “por comentários sexistas que ele fez ao longo dos anos”.

A rede também compara Bolsonaro a Trump no amplo uso de redes sociais pelo candidato do PSL. Assim como Trump, Bolsonaro recorre às redes com frequência para lançar mensagens e vídeos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEleitores em trânsito poderão justificar ausência em nove aeroportos
Próximo artigoSoprano espanhola Montserrat Caballé morre aos 85 anos em Barcelona