Imóveis de Arcanjo são leiloados pelo Ministério da Justiça

Estância Colibri, avaliada em mais de R$ 60 milhões, é um dos itens disponíveis e lances podem ser dados até esta terça-feira (28)

(Foto: Divulgação / Poliana Mikejevs)

O Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), por meio da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), está leiloando cinco imóveis relacionados a crimes de lavagem de dinheiro cometidos por João Arcanjo Ribeiro.

Os bens estão avaliados em quase R$ 90 milhões e os lances podem ser feitos até o dia 28 de setembro, de forma on-line, através desse link.

“Nosso foco é a descapitalização das organizações criminosas, com a apreensão e a venda desse patrimônio. Os recursos arrecadados serão investidos nas políticas de prevenção e repressão, em especial para fortalecer as forças de segurança”, afirma o ministro Anderson Torres.

O que será leiloado?

Os itens disponíveis para arremates são duas estâncias, uma fazenda, um imóvel urbano (galpão, guarita e casa) e um terreno em Cuiabá. Somente a Estância Colibri conta com uma área de 63 mil hectares e está avaliada em mais de R$ 61 milhões.

Em 2021, foram arrecadados R$ 78 milhões com a venda de bens apreendidos do tráfico de drogas e outros crimes. Mais 150 leilões foram realizados este ano.

Parte dos valores arrecadados retorna ao Estado para investimento em segurança pública e é destinada ao Fundo Nacional Antidrogas (Funad), para o financiamento de ações de prevenção e de combate ao tráfico de drogas no país.

LEIA TAMBÉM

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMil dias de governo: levantamento aponta as principais ações de Bolsonaro
Próximo artigoProdução de grãos supera 250 milhões de toneladas nesta safra