Imigrantes fazem campanha para arrecadar alimentos em Cuiabá

Muitos foram desligados do trabalho devido à crise econômica gerada pela pandemia do coronavírus

Imagem Ilustrativa (Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

A Organização de Suporte das Atividades dos Imigrantes do Brasil (Osamb) está arrecadando alimentos não perecíveis e produtos de higiene para haitianos, senegaleses e venezuelanos que estão morando em Mato Grosso.

Desde que implantadas as medidas de isolamento social, exigidas no combate ao coronavírus, eles enfrentam uma situação de extrema fragilidade. Muitos estavam no mercado informal devido à crise financeira e, agora, não conseguem desenvolver a atividade.

Um dos membros da diretoria, Duckson Jacques, explica que o objetivo é capitanear os materiais e depois distribuir para os mais necessitados, entre eles pessoas com necessidades especiais e gestantes.

Ele disse que é impossível hoje saber quantos imigrantes estão em Cuiabá e Várzea Grande, porque o grupo sempre muda de localização e Estado em busca de emprego.

No entanto, há alguns pontos onde eles se concentram. Um deles é na grande Morada da Serra, principalmente em torno da avenida Dante Martins de Oliveira – dos Trabalhadores, CPA e Leblon.

LEIA TAMBÉM

Duckson explica que os senegaleses sempre tiveram mais aptidão para o trabalho mercantil, diferente dos haitianos, que acabaram migrando para a atividade por conta da redução dos postos formais de trabalho.

E, agora, com o isolamento social, a situação ficou ainda mais complicada. A população não frequenta mais as ruas e a maior parte dos imigrantes que revende óculos, peças íntimas e meias está sem clientes.

Já as pessoas que atuavam como prestadores de serviço no setor de restaurantes – o que mais emprega imigrantes – acabaram desligadas das empresas. O setor foi um dos mais afetados pelas regras de isolamento social.

Também foram reduzidas as corridas de transporte por aplicativo, houve demissões e férias coletivas em vários empreendimentos.

Serviço

Quem quiser contribuir com a causa pode levar os alimentos até a sede da Osamb na avenida 1º de Maio, casa 87, Jardim Leblon 2, em Cuiabá.

Os telefones de contato são (65)98165-6430 – Duckson Jacques – ou (65)99810-7740 – Rosbelli Roja.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMedeiros pede demissão de Mandetta
Próximo artigoCSI MT: peritos criminais mostram realidade da profissão no Instagram