Idosa denuncia marido e relata uma vida inteira de agressões e terror

Aos 63 anos e mantida em cárcere privado, ela disse: "Nunca denunciei as agressões sofridas por medo”

(Foto: Divulgação/Pixabay)

“Ele ameaçou me balear e arrancar minha cabeça”, disse uma idosa de 63 anos anos à polícia, relatando ter sido agredida e ameaçado por seu esposo, de 75 anos, em Sinop (500 km de Cuiabá), na tarde da última quinta-feira (13).

O idoso foi preso em flagrante durante a noite do mesmo dia, após policiais civis realizarem uma campana em frente à residência do casal, no Bairro Jardim das Acácias.

Ao procurar ajuda policial, a vítima contou que o marido tinha uma arma em casa. Os policiais foram até o local e encontraram uma espingarda calibre 20 e 72 cartuchos calibre 20, 28, 32 e 36.

Foto: Assessoria

Em outro trecho do boletim de ocorrência a mulher afirmou viver momentos de terror há anos, a ponto do suspeito “tirar sangue dela”. “Em outra ocasião já fui agredida com um cabo de pistola na região do olho, causando um corte. Nunca denunciei as agressões sofridas por medo”, declarou a vítima.

A idosa relatou ainda que é mantida em cárcere privado e já teve, até mesmo, a “cabeça batida contra a parede” durante uma agressão. “Só saio de casa para sacar meu beneficio no banco e ainda na companhia dele”, afirmou.

Ela solicitou medidas protetivas, afirmando sentir muito medo e não querer mais conviver com o marido, suas ameaças e o terror diário.

O idoso foi encaminha à Delegacia de Polícia Civil, onde permanece à disposição da justiça.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCadeirante é preso ao ameaçar pessoas com arma e tentar fugir de táxi
Próximo artigoTorres de energia são “sabotadas” e Norte de MT pode ficar sem energia