Ideal era não ter imposto

Deputado diz que não aprovar projeto pode ser pior ainda

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Antes da votação do Projeto de Lei Complementar 53/2019, o deputado estadual Max Russi (PSB) destacou que o ideal para sociedade era que não houvessem impostos. Isso, no entanto, seria impossível.

O projeto do governo altera incentivos fiscais e pode amentar a cobrança sobre determinados produtos.

Primeiro-secretário da Assembleia, Max lembra que a proposta tem que ser votada até o fim do mês, sob risco de Mato Grosso perder todos os incentivos.

“O cenário será muito pior se esse projeto não for votado. Temos que pensar no Estado. Vamos adequar e melhorar o projeto”, defendeu.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS