Homem é processado pelos pais por não ajudar nas despesas e tarefas de casa

O jovem Michael Rotondo acabou por ser expulso de casa por decisão judicial da Suprema Corte

O americano Michael Rotondo, de 30 anos, foi processado pelos próprios pais com quem morava, por não ajudar nas tarefas domésticas e nas contas de casa. O processo resultou na expulsão do jovem, que optou por deixar o local voluntariamente na manhã deste sábado (2), apenas duas horas antes do prazo final ordenado pela Suprema Corte americana.

De acordo com Christina e Mark Rotondo pais do jovem, o filho, Michael Rotondo, não ajudava com os custos da casa nem com as tarefas domésticas, e gastou o dinheiro que os pais ofereceram para que fosse viver em outro local.

O casal relatou à Justiça que Michael voltou a morar na casa da família há oito anos após ficar desempregado. O rapaz se recusava a sair mesmo depois de receber cinco cartas de despejo desde o início de fevereiro, o que levou os pais a procurar a justiça.

Michael contou que seus pais se despediram “mais ou menos” dele. Ele saiu da casa, localizada na cidade de Camillus, em seu próprio veículo, levando apenas roupas e alguns objetos pessoais no porta-malas do carro.

Ainda antes de sair, houve um desentendimento entre Michael e seu pai. O jovem relatou aos jornalistas que havia chamado a polícia porque o pai não deixou que ele retornasse à garagem de casa para buscar “uns Legos” que havia esquecido. O brinquedo seria do filho de oito anos de Michael (que não vivia com eles).

Segundo o jornal The Post Standard, Michael passará a próxima semana em um apartamento alugado pelo site Airbnb, na cidade americana de Syracuse, e depois desse prazo pretende viver com um primo em um local não informado.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMais de mil agricultores participam do Circuito Aprosoja no interior
Próximo artigoCurso prevê três dias de imersão espiritual em Chapada dos Guimarães