Homem é preso por invadir casa para cheirar calcinhas de adolescentes

Ele foi amarrado pelo pai das meninas, que acionou a polícia e fez o suspeito ser preso

(Ilustrativa/Ednilson Aguiar/O Livre)

Um homem foi preso na madrugada dessa terça-feira (18) após ser flagrado tentando entrar na casa de uma família moradora do Bairro Cohab da BR, em Castanheira (800 km de Cuiabá), e justificar que queria apenas “cheirar as calcinhas” das adolescentes que moram na casa.

A mãe das adolescentes acionou a polícia informando que um homem havia entrado em sua casa e seu esposo tinha lutado com ele e o amarrado.

Uma equipe da Polícia Militar foi até o local e encontrou o suspeito amarrado com cordas pelos braços e pelo pescoço, com algumas lesões na região no rosto.

O guarda do hospital da cidade estava ajudando na contenção do suspeito. Já o pai das adolescentes havia saído para chamar a polícia e ainda não havia retornado.

A mãe das meninas contou aos policiais que os vizinhos já tinham a alertado que o suspeito vinha tentando entrar na casa dela, sempre no mesmo horário, de madrugada.

Diante desse aviso, a família ficou atenta e, na madrugada dessa terça-feira, conseguiu pegá-lo em flagrante.

O pai das adolescentes trabalha de motorista da ambulância da prefeitura da cidade e frequentemente viaja para Cuiabá para levar pacientes. A família acredita, então, que o suspeito aproveitava que a casa ficava somente com mulheres – sendo que uma das filhas é especial e as outras duas adolescentes – para tentar invadir o local.

O suspeito foi questionado pelos policiais sobre o motivo de tentar invadir a casa e disse que queria somente “cheirar as calcinhas das filhas da dona da casa e que não iria mexer com elas”, consta no boletim de ocorrência.

O caso foi registrado como violação de domicílio.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorFatura ainda mais cara
Próximo artigoQue tal passar o Dia dos Namorados no Pantanal?