Homem é preso após ver colega morrer afogado ao seu lado e não fazer nada

Os dois haviam bebido juntos por várias horas e depois resolveram tomar banho no rio

Foto: Trip Advisor

Um homem de 28 anos foi preso por omissão de socorro nessa quarta-feira (18) após assistir ao colega, de 30 anos, identificado apenas como Márcio, morrer afogado ao seu lado no Rio Paraguai, em Cáceres (220 km de Cuiabá), e não fazer nada para ajudá-lo.

A Polícia Militar foi acionada por volta das 23h30 com a informação de que uma pessoa estava se afogando no Rio Paraguai, na Praia do Daveron/Sicmatu, em Cáceres.

Ao chegar no local, os policiais encontraram um jovem de 21 anos, que contou que quando chegou na praia viu um homem se afogando e outro a cerca de quatro metros de distância dele, também dentro da água, sem fazer nada.

A testemunha disse que pediu várias vezes para o homem que estava dentro da água socorrer o que estava se afogando, mas ele apenas respondia que o outro “já estava morto” e não reagia para ajudá-lo.

Em determinado momento, a testemunha não viu mais a vítima e acionou o Corpo de Bombeiros, que foi até o local. Mas quem acabou pegando a vítima foi o próprio colega que se recusou a ajudar antes.

Ele retirou Márcio da água e os bombeiros iniciaram os procedimentos de reanimação. O homem foi levado para o Hospital Regional de Cáceres e a equipe médica tentou reanimá-lo, mas não teve sucesso e o óbito foi confirmado.

Questionado, o homem que se recusou a ajudar disse que ele e Márcio haviam ingerido bebidas alcoólicas desde o início da noite e, no fim, resolveram tomar banho no rio.

Ele acabou preso por omissão de socorro e, segundo o boletim de ocorrência, estava em visível estado de embriaguez alcoólica.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPT anuncia neutralidade em Cuiabá e chama Emanuel e Abílio de “corruptos e hipócritas”
Próximo artigoVídeo | Ex-bailarina com alzheimer ouve “Lago dos Cisnes” e lembra movimentos