Homem é acusado injustamente de furtar cuecas na Riachuelo

Funcionários foram atrás do cliente e o fizeram voltar à loja; ele acionou a PM afirmando ter sido constrangido

Um homem de 46 anos foi acusado injustamente de furtar um jogo de cuecas da loja Riachuelo, no centro de Cuiabá, na manhã desta segunda-feira (18). Ele foi seguido por uma funcionária até o calçadão Galdino Pimentel e levado de volta para a loja.

Conforme o boletim de ocorrência, ao ser acusado, o cliente retornou à loja com a funcionária e foi questionado por outro funcionário se teria furtado o jogo de cuecas.

O homem se ofereceu para ser revistado para comprovar que nada havia furtado. Devido ao constrangimento, ele acionou a Polícia Militar.

Já no local, uma equipe ouviu a vítima e, depois, o funcionário, que negou ter acusado o cliente de ter praticado o furto. Ele afirmou que “apenas havia suspeitado que o senhor teria praticado o furto e, devido a isto, teria o acompanhado com as câmeras de monitoramento da loja e informado os demais colaboradores”, diz trecho do boletim de ocorrência.

Os policiais analisaram as imagens das câmeras de segurança e, segundo o boletim de ocorrência, não foi possível comprovar que o cliente tinha praticado o furto.

Todos foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Cuiabá, onde os dois funcionários foram acusados de “constrangimento ilegal”.

Outro lado

Procurada pelo LIVRE, a Riachuelo disse que está à disposição das autoridades competentes para a solução do caso.

“A companhia reforça que trabalha para o bem-estar de todos os clientes e repudia qualquer situação de constrangimento, tomando assim todas as providências cabíveis para que situações como a relatada não ocorram”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

2 COMENTÁRIOS

  1. Se o cidadão tivesse furtado, nem voltaria a Riachuelo, agora é meter um processo contra a loja por danos e outros etc, etc, toma Riachuelo, aprenda a orientar melhor, se fosse nos EUA o gerente meia boca perderia até as cuecas, por danos morais…..

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorUlysses indica juiz à vaga de conselheiro e defende critérios para escolha
Próximo artigo“Isso não costuma dar certo”, diz membro da Atricon sobre indicação de réus