Homem confessa estupro e se entrega à PM para escapar de ser morto por facção

O estupro havia acontecido no dia 27 de novembro, no Bairro Parque Cuiabá, em Cuiabá

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Um homem procurou a Polícia Militar nessa segunda-feira (30) e se entregou dizendo ter cometido um estupro contra uma mulher de 28 anos e que, agora, a facção criminosa Comando Vermelho estava tentando matá-lo.

O crime aconteceu no dia 27 de novembro, no Bairro Parque Cuiabá, em Cuiabá.

O homem invadiu uma casa, acompanhado de um comparsa, em que estavam duas mulheres de 28 e 33 anos, por volta das 14h30. Eles estavam armados com facas e amarraram a de 28 anos com uma corda. A outra não foi amarrada por sofrer de pressão alta.

A de 28 anos foi mantida em um quarto com um dos criminosos, enquanto o outro andava pela casa com a de 33, ameaçando-a de morte e pedindo dinheiro.

Eles permaneceram por bastante tempo na casa, até que a mulher de 33 anos conseguiu pegar uma panela de pressão, desvencilhou-se do bandido e correu para o lado de fora da casa. A outra correu atrás dela e os suspeitos fugiram.

A jovem de 28 anos, porém, aos prantos contou ter sido estuprada no quarto, enquanto era ameaçada de morte.

Os bandidos fugiram levando a chave da motocicleta das vítimas e da casa e celulares. E deixaram no local uma mochila com duas facas, uma corda, um cabo de celular e peças de roupas.

Prisão

A princípio, a Polícia Militar fez rondas pelo bairro, mas não encontrou suspeitos. Nessa segunda-feira (30), porém, um deles foi até a base da PM pedindo por socorro e alegando estar sendo perseguido pela facção Comando Vermelho, que queria matá-lo.

O suspeito dizia que seis homens o estavam perseguindo e que o motivo era o estupro cometido por ele, acompanhado do comparsa, a quem entregou o nome.

Ele foi revistado e, com ele, foi encontrada uma porção de maconha. Diante da confissão, ele foi preso e encaminhado para a Delegacia da Mulher, acusado de estupro.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorDesmatamento da Amazônia sobe 9,5% e atinge 11 mil km2
Próximo artigoR$ 20 milhões em combustível