Homem chama ex-mulher para pegar pensão dos cinco filhos e a assassina

Uma das filhas do casal encontrou a mãe sem vida, no endereço de encontro marcado pelo pai

Foto: Reprodução

Uma mulher de 50 anos foi assassinada a pauladas e facada nesse domingo (28) depois de sair de casa para encontrar o ex-marido, de 52 anos, que a havia chamado para receber a pensão dos cinco filhos dos dois. Uma das filhas do casal, de 18 anos, percebeu a demora da mãe, foi ao local marcado para o encontro e se deparou com a mãe no chão, já sem vida.

O caso aconteceu no fim da manhã do domingo no Bairro Espírito Santo, em Cáceres (220 km de Cuiabá). Quando a Polícia Militar chegou, encontrou a filha do casal na porta da casa e ela contou o que havia acontecido.

Os policiais retiraram a jovem do local, acionaram a Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e a Polícia Judiciária Civil e, então, começaram a conversar com a filha da vítima.

Conforme o boletim de ocorrência, a jovem relatou que, por volta das 09 horas, o pai dela ligou para a mãe, dizendo para ela encontrá-lo no local onde ele estava para pegar o dinheiro da pensão dos cinco filhos que os dois têm juntos – três menores e dois maiores de idade.

A mulher pegou o endereço e foi imediatamente. Por volta das 11h15, percebendo que a mãe estava demorando para retornar, a filha de 18 anos resolveu ir ao local onde os pais haviam marcado o encontro, mas foi surpreendida ao se deparar com a mãe caída no chão, aparentemente sem sinais vitais.

A filha disse à polícia que os pais estão separados há aproximadamente um ano e que um dos motivos da separação foi, justamente, a mãe ser constantemente vítima de violência doméstica. Além disso, ela afirmou que já há algum tempo o pai estava dizendo que iria matar a mãe dela.

Pouco depois do crime, agentes da Delegacia Especializada de Defesa da Mulher de Cáceres detiveram o suspeito, que estava escondido na casa de um familiar, no Bairro Planalto. Ele foi encaminhado para a delegacia e, interrogado pela delegada Juda Maali Pinheiro Marcondes, confessou ter assassinado a ex-esposa.

Com ele ainda foi apreendida a faca usada no crime e as roupas que ele usava no momento do assassinato. As roupas estavam sujas de sangue e foram entregues para a perícia.

Segundo a Polícia Judiciária Civil, o suspeito estava devendo a pensão dos filhos, aproveitou que a ex-esposa precisava do dinheiro e ficou ligando para ela durante o sábado (27) inteiro, mas, segundo relato das filhas, a vítima não atendeu. No domingo (28) ele tornou a insistir com as ligações e ela atendeu, aceitando ir buscar a pensão.

No local, a princípio, a Polícia Civil acredita que possa ter acontecido uma discussão entre os dois. O suspeito alegou em depoimento que a briga teria iniciado porque a ex não gostou do valor recebido, que seria de R$ 180. Porém, não foi encontrado nenhum dinheiro próximo ao corpo da vítima.

Para a delegada Juda Maali, trata-se de um crime bárbaro e inaceitável, uma vez que a maior probabilidade é que o homem tenha tirado a vida de uma mulher, mãe de cinco filhos, somente porque ela não quis mais conviver com ele.

“Sem aceitar a decisão da companheira, ele passou a ameaçar a ex-esposa, chegando ao ponto de matar. A Polícia Civil de Cáceres não permitirá que esse tipo de crime fique impune”, disse a delegada.

O homem está preso e será encaminhado para audiência de custódia.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorImpostômetro chega a R$ 11 bi
Próximo artigoSTF permite que Governo de MT parcele aposentadoria de delegados

O LIVRE ADS