História de cuiabano que prevê terremotos é destaque na Amazon Prime

O documentário “Sismíco” é produzido e dirigido pelos cineastas Severino Neto e Rafael de Carvalho

Uma das estreias da rede de streaming Amazon Prime Video no mês de maio é uma produção de Mato Grosso.

O documentário “Sismíco”, produzido e dirigido pelos cineastas Severino Neto e Rafael de Carvalho, narra a trajetória do cuiabano Aroldo Maciel, um estudioso, que por intensas pesquisas consegue prever onde e quando ocorrerão terremotos no mundo, especialmente na América do Sul.

Maciel é um simples técnico de laboratório de uma faculdade particular de Cuiabá, que começou a estudar informalmente sobre a ocorrência de terremotos. De lá para cá, ele desenvolveu um método original que, segundo Aroldo, prova que além de existirem padrões sísmicos, é possível seguir um terremoto e prever sua magnitude, localização e data aproximada.

Prever terremotos é algo teoricamente impossível, mas, através de seus canais nas redes sociais e durante muito tempo no LIVRE, Aroldo Maciel tem demonstrado que suas previsões têm se confirmado, desafiando cientistas de todo mundo.

Aroldo Maciel é desconhecido no Brasil, mas uma celebridade internacional. (Fotos: divulgação)

“Sísmico” segue o estudioso em andanças por cidades como Santiago, Viña Del Mar, La Serena ou Iquique, todas no Chile. Nestes locais, Aroldo Maciel não consegue caminhar sem que alguém o aborde para falar de suas previsões e tirar fotos. No Chile ele é uma celebridade.

Foi este fenômeno que chamou a atenção do cineasta cuiabano, Severino Neto que, junto com o parceiro Rafael de Carvalho e uma pequena equipe, decidiram documentar essa história. “Escrevemos a estrutura de um curta-metragem, que foi premiada no edital do Fundo Setorial em parceria com o município. Mesmo sendo uma pequena quantia, ajudou na viagem para o Chile, onde ficamos 15 dias acompanhando Aroldo Maciel”, conta Severino.

O cineasta narra a ida a localidade de Coquimbo, no norte do Chile, que foi arrasada por um terremoto de magnitude 8.5 e por um tsunami. O acontecimento tirou a vida de seis pessoas, mas poderia ter sido uma tragédia muito maior, com a morte de milhares de pessoas, não fosse a previsão do cuiabano. “Muitas vidas foram salvas graças ao Aroldo, que previu a magnitude, o local e a data”, destaca Severino Neto.

Aroldo Maciel criou um método que prevê abalos sísmicos. (Foto: divulgação)

Depois da viagem ao Chile, a equipe ainda foi para Brasília, São Paulo e encerraram as gravações em Cuiabá. “Mais do que surpreso, estou impressionado com o que vi no Chile. O Aroldo prevê terremoto, o que era impossível. Ele é uma celebridade internacional e eu nunca tinha ouvido falar dele aqui em Cuiabá, mesmo sendo meu vizinho. Essa história precisa ser vista por todo mundo”, ressalta Rafael de Carvalho, apostando que Aroldo Maciel ainda vai acabar ganhando um prêmio Nobel.

A Amazon Prime Video, uma plataforma de vídeo por streaming, iniciou seus serviços no Brasil em setembro de 2019, e em pouco tempo tem conquistado um amplo público, com produções própria e conteúdos exclusivos, como o documentário Sísmico. A assinatura mensal é de R$ 9,90 ou anual de R$ 89,90.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorUsina Hidrelétrica Sinop entrega para reassentados kits de prevenção à COVID-19
Próximo artigoProdução de soja deve bater recorde em 2020 e quase um terço é de MT