Herdeiros da grife estão furiosos com retrato da família Gucci no filme; entenda

O filme está em cartaz nos cinemas brasileiros. 

Casa Gucci, o novo filme de Ridley Scott, acabou de estrear nos cinemas e já está conquistando sua parcela de polêmicas. Dessa vez, quem desaprovou o filme foi a própria família Gucci. Neste caso, os herdeiros de Aldo Gucci, presidente da grife entre 1953 a 1986.

Segundo a Variety, os descendentes da casa de moda italiana emitiram um comunicado reclamando da representação imprecisa no filme de Ridley Scott. “A produção do filme não se preocupou em consultar os herdeiros antes de descrever Aldo Gucci — presidente da empresa por 30 anos [interpretado por Al Pacino no filme] — e os membros da família Gucci como bandidos, ignorantes e insensíveis ao mundo ao redor”, de acordo com o comunicado.

O comunicado continua falando sobre como a socialite milanesa Patrizia Reggiani (vivida por Lady Gaga no filme), condenada em 1998 por facilitar o assassinato de Maurizio Gucci (Adam Driver), “é retratada não apenas no filme, mas também em depoimentos dados por membros do elenco do filme, como uma vítima que tenta sobreviver em uma cultura corporativa machista”.

Isso é extremamente doloroso do ponto de vista humano e um insulto ao legado no qual a marca é construída hoje”, afirma a nota que não foi assinada individualmente para “reservar o direito de tomar medidas para proteger o nome, a imagem e a dignidade de si próprios e de seus entes queridos.”

A nota também afirma que os Gucci não deverão processar a produtora de Ridley Scott pela produção do filme, apesar do tom agressivo.

O filme está em cartaz nos cinemas brasileiros.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVídeo para incentivar a vacinação com três Homens-Aranha no Maranhão conquista a internet; confira
Próximo artigoQuem irá?