“Há uma orquestração para desqualificar Moro”, afirma Marco Aurélio Mello

Ministro também afirmou que a decisão de Edson Fachin sobre Lula não passa uma boa imagem do Supremo para a sociedade

Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil

Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Mello comentou a polêmica decisão do também ministro do Supremo, Edson Fachin, que anulou as sentenças contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Poucas horas após a decisão, Marco Aurélio Mello disse que a decisão não transmite uma boa imagem do STF para a sociedade brasileira.

“A leitura que a sociedade faz de um entendimento do STF, de anular um processo que já teve decisão das três instâncias inferiores, é péssima”, disse o ministro à Folha de S. Paulo.

Ainda segundo o ministro, existe uma orquestração contra o ex-juiz Sérgio Moro – responsável pelas condenações de Lula – visando desqualificá-lo, assim como à operação  Lava-Jato como um todo.

O ministro defendeu Moro e afirmou que o ex-juiz trabalhou em defesa do país. “Há uma orquestração para desqualificar Moro, que tem uma folha de bons serviços prestados”, concluiu.

A decisão de Edson Fachin anulou todas as condenações do ex-presidente Lula que envolviam a operação Lava Jato. Dessa forma, Lula recuperou os direitos políticos e poderá disputar as eleições de 2022.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSuperfaturamento: Justiça bloqueia R$ 227 mil do prefeito de Rondonópolis
Próximo artigo“Pronação”: técnica ajuda no tratamento precoce da covid-19 e pode evitar intubação