Guilherme Maluf oficializa candidatura à presidência do TCE

Nos bastidores, a informação é de que o atual presidente, Campos Neto, vai concorrer ao cargo de vice

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

No cargo há pouco mais de sete meses, o conselheiro do Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) Guilherme Maluf oficializou sua candidatura à presidência da Corte.

O documento em que ele manifestou o interesse foi protocolado ao atual presidente, conselheiro Gonçalo Domingos Campos Neto, na segunda-feira (30).

O texto não diz muito. Somente expressa a intenção do conselheiro. Nos bastidores, entretanto, a informação é que Maluf e Campos Neto já teriam fechado uma composição em que o atual presidente deve concorrer ao cargo de vice.

LEIA TAMBÉM

Guilherme Maluf e Campos Neto são os únicos conselheiros titulares que restaram no TCE-MT. Todas as demais cinco vagas estão ocupadas por substitutos que, pela atual legislação, não podem concorrer à presidência.

Um deles, todavia, terá que ocupar a vaga de corregedor, para que a chapa – que provavelmente comandará o Tribunal pelos próximos dois anos – esteja completa.

A definição desse terceiro nome pode ocorrer até o dia 5 outubro, prazo final. A eleição ocorre exatamente um mês depois, em 5 de novembro.

Afastamento

Os conselheiros Antonio Joaquim, José Carlos Novelli, Valdir Teis, Valter Albano e Sérgio Ricardo estão afastados de seus cargos desde setembro de 2017, quando a Polícia Federal deflagrou a Operação Malebolge.

Todos são acusados de receber propina para aprovar processos que interessavam ao governo do Estado. A acusação consta na delação do ex-governador Silval Barbosa, que é quem teria pago a vantagem indevida.

Os cinco negam as acusações.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSTF já tem maioria para réu apresentar alegações finais após delator
Próximo artigoJornalista encontrado morto sofreu traumatismo craniano, aponta IML