Grupo saqueia trem carregado com soja em MT

 

Divulgação/PJC-MT

operação alto araguaia2.jpg

Seis homens foram presos e um menor apreendido suspeitos do furto de 50 toneladas de soja

 

 

Seis homens foram presos e um adolescente foi apreendido sob suspeita do furto de 50 toneladas de soja, entre Alto Araguaia e Itiquira, na tarde de segunda-feira (6). De acordo com a Polícia Civil, a quadrilha esperou um trem carregado parar, abriu as bicas de um dos vagões e despejou a carga no chão. Os criminosos ainda tiveram tempo de ensacar mil sacas de soja de 50 kg cada, aproximadamente 50 toneladas do grão.

Segundo a PJC, o grupo agia cometendo furtos em uma zona rural localizada a 70 km de Alto Araguaia (426 km de Cuiabá). As prisões e a apreensão ocorreram na comunidade de Boa Esperança, entre Alto Araguaia e Itiquira. As cidades estão na rota do escoamento da safra de grãos mato-grossense, com terminais do projeto de Expansão da Malha Norte da antiga América Latina Logística (ALL). Cada vagão comporta 80 toneladas.

Na ocasião, policiais civis e militares interceptaram dois caminhões, um caçamba e outro modelo graneleiro, ambos carregados com sacas de soja. Os sete suspeitos, entre eles um adolescente de 17 anos, foram surpreendidos pelos policiais no momento em que transportavam as sacas de soja para a cidade de Alto Araguaia.

De acordo com o delegado do município, Carlos Roberto Moreira de Oliveira, outras 650 sacas foram encontradas próximas à linha do trem. O grupo foi autuado em flagrante por furto e associação criminosa, sendo que os maiores de idade responderão também por corrupção de menores. O flagrante foi realizado na Delegacia de Polícia Civil de Alto Araguaia e o produto devolvido ao proprietário. Os criminosos seguem detidos e à disposição da Justiça.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorNepotismo cruzado
Próximo artigoPP nacional aposta em Blairo para 2018