Governo precisa suspender recolhimento de impostos imediatamente, alerta Maia

Presidente da Câmara de Deputados debate agenda positiva contra a crise com representantes do LIDE em live

“Ou o governo decide ou o Congresso Nacional”. O sonoro alerta foi emitido nesta sexta-feira (27) pelo presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, diante dos apelos de lideranças empresariais brasileiras por uma suspensão temporária no recolhimento de impostos neste momento de quarentena na economia brasileira. A declaração, saudada por expoentes como o ex-ministro Luiz Fernando Furlan, foi feita durante live promovida pelo LIDE (Grupo de Líderes Empresariais).

Logo após assistir ao novo pronunciamento do governo Jair Bolsonaro, o parlamentar defendeu que medidas emergenciais sejam também adotadas, com especial atenção pela equipe econômica, dirigida à mitigação de prejuízos acumulados por setores mais atingidos pelo impacto do novo coronavírus, como os segmentos de shopping centers e companhias aéreas. Segundo Maia, em meio à inabilidade do governo federal em agir de forma mais tempestiva e consistente, o Congresso se articula para dar contribuições efetivas à contenção e à superação da crise econômica.

“É óbvio que o governo já deveria ter feito isso, já deveria ter suspenso os contratos de trabalho e liberado o fundo do seguro-desemprego. O que estamos tentando é soltar essas medidas de uma forma mais integrada, para gerar mais segurança e credibilidade ao mercado e país”, declara.

O presidente da Câmara de Deputados também comunicou aos líderes empresariais participantes da live que, até o presente momento, o Poder Executivo ainda não enviou ao Congresso Nacional a proposta de Reforma Tributária desenhada pelo atual governo. “Se está atrasado, não está na Câmara e nem no Senado. Nós podemos voltar ao debate rapidamente, contanto que superemos essa agenda de curto prazo. Se não tivermos isso, não teremos nem empresa para tributar! Precisamos dar um sentido maior para melhorar o ambiente de negócios e a retomada da economia”, defende o líder legislativo.

Rodrigo Maia também sustenta que cortes profundos nos gastos da máquina pública precisam ser imediatamente adotados. Segundo o presidente da Câmara dos Deputados, “todos os Poderes precisarão se adequar à nova realidade, imposta pela Covid-19”.

“É tempo de medidas efetivas, e não simbólicas. Continuo defendendo que temos que adaptar as nossas despesas, os três Poderes: Executivo, Legislativo e Judiciário. Somos o único poder que não aumentou o teto de rendimentos. Foi uma decisão correta, não estou reclamando disso. E não é só salário que deve ser encarado. Por exemplo, a Câmara custa R$ 5,5 bilhões ao ano. Contratamos uma consultoria, a Falconi, que está nos orientando. Neste tempo de guerra, não é ganho político que temos que ter em foco”, afirma.

As declarações do presidente da Câmara dos Deputados foram elogiadas por empresários durante o evento online. De acordo com Luiz Fernando Furlan, chairman do LIDE, Maia tem demonstrando uma liderança firme e consistente num momento de tamanha turbulência no Brasil e no mundo. “Aprendi a navegar há muito anos. Enfrentar mares tortuosos exige coragem. O senhor está demonstrando isso. Receba o nosso respeito”.

Sobre o LIDE – Organização não-governamental, reúne executivos dos mais variados setores de atuação em busca de fortalecer a livre iniciativa do desenvolvimento econômico e social, assim como a defesa dos princípios éticos de governança corporativa nas esferas pública e privada.

Presente em diversos países e com 23 frentes de atuação, o grupo conta com 33 unidades regionais (incluindo Mato Grosso) e internacionais com o propósito de potencializar a atuação do empresariado na construção de uma sociedade ética, desenvolvida e competitiva globalmente.

Saiba mais e acompanhe as atividades do LIDE por meio da internet: @lideglobal e @lidematogrosso (no Instagram) e pelo site www.lideglobal.com.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEmanuel mantém comércio fechado, mas anuncia plano de retomada da economia
Próximo artigoProvação