Governo não vê chance de ocorrer greve dos caminhoneiros

A paralisação aconteceria no dia 1º de fevereiro e os caminhoneiros reivindicariam, entre outras coisas, a diminuição no preço do diesel

Líderes de grupos de caminhoneiros cogitam fazer uma nova paralisação no Brasil. Entretanto, o governo federal descarta tal possibilidade. A nova paralisação aconteceria no dia 1º de fevereiro e os caminhoneiros reivindicariam, entre outras coisas, a diminuição no preço do diesel.

Os motoristas também pedem a instituição de um piso mínimo de frete e o Código Identificador da Operação de Transporte (Ciot) “para todos”. O código ajuda a regulamentar e fiscalizar o pagamento do valor do frete.

Embora a movimentação pela greve exista, o Ministério da Infraestrutura monitora o setor e afirma que não haverá adesão suficiente, uma vez que não há qualquer sinal de participação de transportadoras, como ocorreu em 2018.

Além disso, a representação da categoria é difusa, espalhada em inúmeras associações, muitas informais.

Essa é a 13ª tentativa de paralisação durante o governo atual. Nenhuma chegou a acontecer.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPF cumpre mandados contra suspeitos de envolvimento com tráfico de pessoas em Cáceres
Próximo artigoVacina contra covid-19: antes de ir pra fila é preciso atualizar o cartão do SUS