Governo do Estado consegue superávit e garante o pagamento do 13º

No mês de outubro, o Estado também quitou mais de R$ 150 milhões de dívidas acumuladas

Secretário de Fazenda, Rogério Gallo (Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Balanço apresentado pelo Governo do Estado apontou superávit nas contas de Mato Grosso. Com isso, o Estado conseguiu separar R$ 71 milhões, que serão usados para quitar o 13º salário dos servidores públicos.

O valor deve ser pago no dia 20 de dezembro, segundo o secretário de Fazenda, Rogério Gallo.

De acordo com o governo, essa é a primeira vez no ano que o Estado fecha o mês com recurso provisionado para essa finalidade.

É que, no dia 1º de outubro, o saldo na conta única de Mato Grosso era de R$ 49,5 milhões. A arrecadação de outubro, porém, foi de R$ 1,732 bilhão. Já o total de despesas do mês foi de R$ 1,558 bilhão.

Dos valores, ainda R$ 152 milhões foram usados para quitar dívidas acumuladas ao longo de 2019. E o valor que sobrou, de R$ 71 milhões, foi destinado à folha extra de dezembro.

O governo também cumpriu com os repasses obrigatórios para os poderes. Foram transferidos, para o Tribunal de Justiça, R$ 88,2 milhões. Para a Assembleia Legislativa, o valor foi de R$ 40,8 milhões, enquanto o Ministério Público recebeu R$ 35,6 milhões.

Também receberam transferências o Tribunal de Contas, na ordem de R$ 29,1 milhões, e a Defensoria Pública, que conta com mais R$ 13,6 milhões em caixa.

Já o valor de repasse para as prefeituras foi na ordem de R$ 330 milhões. Na Educação, o valor do Fundeb foi de R$ 182,4 milhões e mais o repasse de R$ 18,8 milhões. A Saúde Pública ficou com R$ 51.466.383.

(Com assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS