Governo de MT estuda construir hospitais especializados em tratamento de câncer

Unidades estão sendo planejadas no moldes do Hospital do Câncer de Barretos, com vários centros de procedimento

(Foto: Reprodução/Secom-MT)

O Governo de Mato Grosso planeja construir um hospital especializado em prevenção e tratamento do câncer. A unidade seria construída nos moldes do padrão do Hospital do Câncer de Barretos (HC). 

O HC foi visitado na manhã desta quinta-feira (31) pelo governador Mauro Mendes e uma equipe que reuniu prefeitos e a reitora da Universidade Federal de Rondonópolis, Analy Souza.  

O HC de Barreto opera com vários centros de procedimentos, como prevenção, diagnóstico e tratamento. Em Mato Grosso, as alas especializadas devem ser construídas via parceria em formato de centro de prevenção e tratamento em Rondonópolis (200 km de Cuiabá) e Sinop (505 km de Cuiabá), onde já existe uma unidade em operação e passará a ter colaboração do Estado. 

“Já está provado que a prevenção salva vidas e pode curar e é isso que nós vamos fazer lá em Sinop, que já iniciou, e agora em Rondonópolis. Vamos investir pesadamente na prevenção e no tratamento inicial. Vamos construir hospital vocacionado para tratamento do câncer”, afirmou o governador. 

Conforme o Instituto Nacional do Câncer (Inca), três cidades em Mato Grosso possuem hospitais de tratamento de câncer em Mato Grosso – Cuiabá, Rondonópolis e Sinop. Mas, há apenas uma unidade especializada, o Hospital do Câncer de Mato Grosso, na Capital. 

Levantamento do Inca, com dados de 2020, aponta que os tipos de câncer mais comum são de próstata nos homens e de mama nas mulheres. O primeiro tipo corresponde 61,7% e o segundo a 33%.  

Logo depois, aparecem os tumores de traqueia, brônquio e pulmão e no colo do útero, com uma proporção na casa dos 12% do total de casos. Em 2020, foram diagnosticados 2.890 casos em Mato Grosso. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVítimas de violência doméstica podem ter facilidades para o porte de armas em MT
Próximo artigoSérgio Moro pode recuar de candidatura à Presidência por vaga na Câmara Federal