Governo de MT estima que escalonamento de salários acabe em julho

Mendes se disse otimista com resultados e crê na volta do pagamento até o dia 10 de cada mês

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O governador de Mato Grosso Mauro Mendes (DEM) se disse otimista quanto à recuperação da saúde financeira do Estado e o fim de algumas medidas, consideradas excepcionais. É o caso do escalonamento de salários. A declaração foi feita em coletiva de imprensa, na tarde de segunda-feira (29).

Na semana passada, o secretário de Fazenda Rogério Gallo já tinha se manifestado no sentido de que não seria possível por fim aos escalonamentos até o final de 2019. Mendes, por sua vez, disse acreditar que o pagamento seja regularizado em julho.

“Eu estou bastante otimista. Certamente ele [o secretário Gallo] tem uma visão um pouco mais técnica, nos números da secretaria de Fazenda, e eu tenho uma visão mais estratégica, porque eu estou lidando com muitas informações. E eu acredito que será possível”, comentou.

Mendes pontuou que o pagamento de servidores é uma das áreas de atenção do governo, mas também lembrou que há muitos compromissos a serem regularizados, como pagamento de fornecedores, hospitais e prefeituras. Ainda assim, disse estar vendo melhorias no setor de salários.

“Gradativamente, já existe uma melhoria. Nós pagamos no dia 30 de janeiro o salário de dezembro, terminamos de pagar. Tem aí melhoria no setor de salários, mas temos melhorias também com prefeituras, com hospitais, e temos muito o que melhorar para poder caminhar”, disse.

O escalonamento de salários começou em janeiro, logo quando assumiu o governo. Por meio de nota, Mendes comunicou que a medida seria necessária diante do não repasse do FEX e não renovação do Fethab.

Conforme o governador, a falta dos recursos causou um rombo nas receitas do mês de janeiro e, por isso, os salários de dezembro de 2018 teriam que ser escalonados, assim como o 13º salário teria que ser parcelado.

Aliás, a última parcela do 13º deve ser paga até o início da tarde dessa terça-feira (30), conforme anunciou o governo.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAjuda do TCE
Próximo artigoConfira sete shows nacionais confirmados para Cuiabá e programe-se!

O LIVRE ADS