Governo de MT deixa para os prefeitos decisão sobre cancelar festas de fim de ano

Governador Mauro Mendes diz que a situação sobre variante africana do novo coronavírus é de "rumores"

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

O governador Mauro Mendes disse nesta quarta-feira (1º) que cada município deve decidir por conta própria suspender ou não as festas de fim de ano por causa da aparição da variante ômicron do novo coronavírus. 

“Existem muitos rumores no país e no mundo de que algo diferente parece estar acontecendo. Graças a Deus, a maioria das pessoas no Brasil se vacinaram. Eu vou ouvir nossa área técnica [em saúde], a nível de Brasil aquilo que a ciência está recomendando”, disse. 

Apesar disso, segundo o governador, qualquer parecer que seja emitido pelo Governo de Mato Grosso terá caráter meramente orientativo, ouseja, são os prefeitos que tomarão a decisão de permitir que as festas de Natal e da virada do ano sejam realizadas. 

Mais cedo, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro anunciou decreto que veda a realização de festas de fim de ano na Capital, também a implantação do passaporte sanitário. 

Secretário de Saúde do Estado, Gilberto Figueiredo também descartou a suspeita de um caso da variante ômicron, com origem na África, em Várzea Grande

A Secretaria de Saúde do município colocou em quarentena um homem vindo da África do Sul, mas, conforme Figueiredo, ele não apresenta sintomas e o teste de covid já deu negativo.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGarçon consegue indenização de dono de bar que se omitiu em caso de racismo
Próximo artigoPrefeitura proíbe Águas Cuiabá de iniciar obras de saneamento em ruas já asfaltadas