Governo de MT compra condicionadores de ar e 38 somem antes de serem registrados

Aparelhos estavam guardados na Arena Pantanal, em Cuiabá, e foram comprados pela Secretaria de Estado de Saúde

Imagem ilustrativa / Pixabay

Ao menos 38 aparelhos de ar-condicionado comprados pelo Governo do Estado de Mato Grosso foram furtados antes mesmo de serem registrados como patrimônio público. O furto foi percebido na última terça-feira (27), quando os aparelhos seriam registrados.

A ordem de serviço para a compra, conforme contrato firmado entre a Secretaria de Estado de Saúde e a empresa Potência Comércio Produtos Informática Eireli para a aquisição de 220 ares-condicionados, foi emitida no dia 6 de outubro deste ano.

Ao todo, foram comprados oito aparelhos de 12.000 BTU, 174 aparelhos de 24.000 BTU, 30 de 36.000 BTU e oito de 60 BTU.

Os aparelhos foram entregues no subsolo do setor Leste da Arena Pantanal, em Cuiabá, na Sala de Máquina, em duas remessas: no dia 8 de outubro no período vespertino e no dia 9 de outubro no período matutino.

Cadeados e correntes

Segundo um boletim de ocorrência sobre o furto dos equipamentos, após as entregas o material foi conferido, recebido, guardado e protegido com cinco cadeados e correntes por uma servidora do governo.

No dia 8 de outubro, foi emitido um memorando da Superintendência de Obras da Secretaria do Estado de Saúde, que formalizou a entrega da cópia das chaves e cópia da nota fiscal do superintendente da Arena Pantanal, recebido por um servidor, citado no boletim.

No dia 13 de outubro, a Superintendência de Obras da SES emitiu um e-mail comunicando a retirada de quatro ares de 24.000 BTUs e três ares de 36.000 BTUs, que foram transportados até a sede SES. Os demais aparelhos permaneceram trancados na Sala de Máquinas.

Sem sinal de arrombamento

Nessa terça-feira (27), porém, servidores da SES foram até a Arena Pantanal para patrimoniar os ares que estavam no local e verificaram a falta de quatro ares de 12.000 BTUs, dois ares de 36.000 BTUs, 29 condensadoras de 24.000 BTUs e 30 evaporadoras de 24.000 BTUs.

No local, no entanto, não havia nenhum sinal de arrombamento e nenhum tipo de interferência na estrutura: somente a falta dos equipamentos.

Nessa quinta-feira (29), em uma nova contagem, foi constatada a ausência de mais três condensadoras e duas evaporadores de 24 mil BTUs, totalizando 32 ares de 24.000 BTUs, quatro ares de 12.000 BTUs e dois ares de 36.000 BTUs furtados.

O caso foi registrado como furto e deverá ser investigado pela Polícia Judiciária Civil.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPrefeitura de Cuiabá revoga toque de recolher e amplia permissão de público em igrejas
Próximo artigoPrograma de investimentos do governo de MT prevê 63% de recursos próprios