Governo Bolsonaro vai leiloar bens apreendidos de traficantes

De acordo com o governo, esse é o "o maior leilão da história" da Secretaria Nacional de Política sobre Drogas

(Brasília - DF, 09/01/2019) Presidente da República, Jair Bolsonaro, durante execução do Hino Nacional. Foto: Marcos Corrêa/PR

O Ministério da Justiça e Segurança Pública vai realizar “o maior leilão da história” da Secretaria Nacional de Política sobre Drogas (Senad). O objetivo é se desfazer de bens de criminosos, que foram apreendidos pelo judiciário.

Os imóveis começam a ser leiloados a partir desta segunda-feira (19), estão divididos em 10 lotes e são avaliados em R$ 80 milhões.

Todos tipo de imóvel

Dentre as propriedades estão apartamentos, salas comerciais, terrenos e imóveis urbanos.

Dois deles, denominados Estância Colibri e Estância 21, são estimados em mais de R$ 10 milhões.

Mais de 400 imóveis

Ainda segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, serão mais de 400 bens colocados em processo de venda.

Os bens são oriundos de crimes relacionados ao tráfico de entorpecentes.

O dinheiro recolhido terá como destino o Fundo Nacional Antidrogas (Funad), de maneira a financiar projetos que reforçam a segurança pública e o combate às drogas no país.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEnergia solar: deputados derrubarão liminar do TCE que autoriza cobrança de ICMS
Próximo artigoAtivistas de esquerda vêm ao Brasil para tentar barrar o projeto da Ferrogrão